Por trás das câmeras: a decupagem cinematográfica como inscrição discursiva

João Flávio Almeida, Dantielli Assumpção Garcia, Lucília Maria Abrahão e Sousa, Maria Beatriz Ribeiro Prandi

Resumo


Sob o arcabouço teórico da Análise do Discurso Francesa, inaugurada por Michel Pêcheux, buscaremos neste artigo discutir o papel da imagem em movimento – o cinema – na produção de sentidos no discurso. Uma película cinematográfica movimenta sentidos através de diversas formas, ora verbais, ora não-verbais; e, neste artigo, temos por objetivo mirar aquilo que é dito em forma de sequências de imagens, ou seja, observar a própria estrutura constituinte do fazer cinematográfico como ferramenta de inscrição discursiva.

Palavras-chave


Análise do Discurso. Ideologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2016v12n20p146

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.