TV corporativa no Brasil: caracterização, conceituação e produção de sentido

Rakelly Calliari Schacht

Resumo


Estuda a caracterização, conceituação e recuperação histórica recente da TV Corporativa no Brasil, com o objetivo de compreender o veículo enquanto produtor de sentidos e parte integrante da comunicação nas organizações, sob a perspectiva crítica do paradigma da sensação proposto pelo filósofo alemão Christoph Türcke. As reflexões resultantes do trabalho apontam para o desenvolvimento da TV Corporativa como fruto de uma escalada da demanda por sensações no contexto hipercapitalista. Neste estágio, cada organização se torna potencialmente uma emissora de choques audiovisuais a fim de capturar a atenção e mobilizar emocionalmente seu público, neste caso formado majoritariamente por funcionários de grandes empresas privadas. A pesquisa realizada tem caráter exploratório e serviuse de revisão bibliográfica, análise documental e entrevistas com grandes empresas e produtoras audiovisuais.

Palavras-chave


Teses e Dissertações. Análise Televisiva. Cultura Organizacional. Sensação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2014v10n17p235



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.