Imagens documentais: subjetividades est(éticas) e (a)políticas

Denize Correa Araujo

Resumo


Este estudo objetiva analisar imagens em três categorias de filmes que contemplam regimes políticos ditatoriais: documentários, filmes baseados em fatos reais e filmes ficcionais. Meu argumento é que imagens das três categorias podem documentar a “factualidade” e são o que denomino de “imagens documentais”, podendo contribuir para a “memória-metamorfose”, que se reconstrói continuamente de acordo com novas representações das ditaduras em filmes. O referencial teórico inclui conceitos de Bakhtin, Baudrillard, Benjamin, Debord, Derrida, Halbwachs, Metz, Nichols e Sarlo, entre outros.


Palavras-chave


Análise Fílmica. Ditadura. Memória. Factualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2014v10n17p87



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.