Rupturas na fotografia documental brasileira: Claudia Andujar e a poética do (in)visível

Rafael Castanheira Pedroso de Moraes

Resumo


Este artigo propõe-se a analisar as fotografias de Claudia Andujar presentes nos livros Yanomami e A vulnerabilidade do ser, a fim de refletir sobre as suas características conceituais, que mesclam engajamento social e expressão pessoal, e identificar as escolhas técnicas e estéticas da fotógrafa para documentar os fenômenos invisíveis da cultura Yanomami. Utilizando estratégias de representação inovadoras, Andujar atingiu resultados inéditos tanto do ponto de vista político, quanto do estético, marcando um período de rupturas na história da fotografia documental brasileira.

Palavras-chave


Fotografia documental. Claudia Andujar - Fotógrafo. Realismo fotográfico. Arte contemporânea.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2014v10n16p53



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.