Fotojornalismo: os ataques do PCC nas páginas da Folha e do Estadão

Fernanda Rodrigues Campos, Paulo Cesar Boni

Resumo


Esse artigo aborda a cobertura fotojornalística realizada pela Folha de S.Paulo e pelo O Estado de S. Paulo durante os ataques do Primeiro Comando da Capital (PCC) em maio de 2006. Os métodos utilizados foram o da desconstrução técnica – para análise dos elementos da linguagem fotográfica na construção da mensagem – e análise comparativa – para aferir a geração de sentido nas mensagens. Por esses procedimentos metodológicos, conclui que Folha assumiu um caráter mais sensacionalista, com espetacularização das imagens que o Estadão, que adotou uma postura mais neutra e realista diante dos fatos.


Palavras-chave


Fotojornalismo. Geração de sentido. Folha de São Paulo. O Estado de São Paulo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2007v3n3p55



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.