O papel indicial da fotografia nas lápides de cemitério

Cristiane Poliseli Gouveia, Miguel Luiz Contani

Resumo


 Este estudo busca compreender a forma como o signo atua no imaginário e no repertório do leitor (influenciado por paradigmas) no ato da recepção do texto visual. A leitura é um fenômeno que tem por instrumento o signo para a ativação do imaginário e do repertório do indivíduo enquanto receptor do texto. A característica indicial da fotografia é estudada utilizando retratos fixados nas lápides do cemitério municipal de Arapongas focando o ato de ler.


Palavras-chave


Análise Semiótica. Signo indicial. Imaginário.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2006v2n2p219



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.