Eternas macas, eternas marcas

José de Arimathéia Cordeiro Custódio

Resumo


Este artigo analisa fotografias de matérias publicadas em dois jornais diários da cidade de Londrina-PR. Demonstra a construção de determinados sentidos em torno do conceito de saúde pública, especificamente no que se refere ao fenômeno da superlotação hospitalar na referida cidade. Enfoca fotografias de matérias publicadas no ano de 2004, todas sobre o mesmo tema. Inicia com uma descrição do tema e da sua exposição pelos jornais, nem sempre correspondentes à realidade, mas que podem influenciar no imaginário do leitor. Num segundo momento, analisa algumas fotografias mais profundamente, e expõe a própria repetição de imagens como artifício argumentativo de convencimento e fixação de uma idéia determinada na mente do leitor.


Palavras-chave


Fotojornalismo. Sistema de saúde. Superlotação hospitalar. Construção de sentido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2006v2n2p141



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.