Visão jurídico-administrativa nas aquisições por pregão: busca de qualidade em hospital universitário do Rio de Janeiro

Fabio Gonçalves Vilas Filho, Wiliam Cesar Alves Machado, Nébia Maria Almeida Figureido

Resumo


O presente estudo buscou avaliar se as aquisições oriundas dos processos de compras de materiais hospitalares através do pregão eletrônico, em hospital universitário, atende ao princípio de segurança para realização dos procedimentos terapêuticos primordiais na recuperação dos pacientes. Constatou-se a necessidade de se realizar análise prévia dos insumos, por uma comissão de pré-qualificação, diante da morosidade dos testes das amostras quando estas ocorrem no curso do pregão, bem como os inúmeros pareceres negativos corroboram no sentido de que a baixa qualidade dos insumos oferecidos pelos licitantes pode trazer prejuízos para a administração nos aspectos financeiros, sobretudo no agravamento do quadro clínico dos pacientes e estresse das equipes de saúde envolvidas no procedimento. 


Palavras-chave


Pregão Eletrônico; Controle de Qualidade; Segurança do Paciente; Gestão Hospitalar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1980-511X.2019v14n2p10

Direitos autorais 2019 Revista do Direito Público

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Rev. Dir. Publico

Londrina - PR

ISSN: 1980-511X

Email: rdpubuel@uel.br



 

 


Indexado: