A proteção da água potável enquanto bem comum da humanidade: uma leitura a partir de Vandana Shiva

Caroline Ferri, Karine Grassi

Resumo


Resumo: o presente artigo trata da questão da água, considerada esta como bem comum da humanidade e, essencialmente, como direito fundamental Para tanto, parte do que se costuma denominar como “crise da água doce”, evidenciada a partir dos anos 90, com inúmeros debates promovidos por instituições de ordem civis e governamentais, quer na esfera interna dos Estados, quer na sua ótica mundial. Os inúmeros fóruns criados acerca do tema tem por intuito a busca de diretrizes, projetos e objetivos de melhoria real para a população, no campo do acesso a água e ao saneamento básico. Nos últimos anos, o debate sobre a água tem incluído em sua pauta a possibilidade de privatização do recurso como uma possível solução para a sua crise. Para tratar do tema, será utilizado o pensamento de Vandana Shiva com relação à água potável, os conflitos regionais e internacionais gerados por sua disputa e o debate cerca da sua privatização.

Palavras-chave


Direito fundamental à água; Privatização; Conflitos por água

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1980-511X.2014v9n3p9

Direitos autorais



Rev. Dir. Publico

Londrina - PR

ISSN: 1980-511X

Email: rdpubuel@uel.br



 

 


Indexado: