Brics, uma alternativa de poder?

Leila Bijos, Erick Pessôa Guilhon

Resumo


Este artigo analisa o crescimento da participação dos BRICS nos processos decisórios mundiais. Analisam-se, igualmente, os índices de crescimento econômico e os fluxos comerciais de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS) e as implicações desses dados para o incremento de poder e de influência desses países no sistema internacional, mormente nas negociações econômico-comerciais em foros e coalizões multilaterais, tais como Organização Mundial do Comércio (OMC), Fundo Monetário Internacional (FMI) e G20 Financeiro. As conclusões sintetizam os resultados e as principais constatações quantitativas e qualitativas trazidas à discussão.

Palavras-chave


BRICS; Comércio Internacional; FMI; OMC; Relações econômicas internacionais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1980-511X.2014v9n1p9

Direitos autorais



Rev. Dir. Publico

Londrina - PR

ISSN: 1980-511X

Email: rdpubuel@uel.br



 

 


Indexado: