O rio que não se vê

Patricia Leonardelli

Resumo


O artigo propõe uma breve incursão cartográfica sobre algumas estratégias para ampliar estados de criação não-espetaculares do artista do corpo. A partir de quatro figuras que funcionam como pontos cardeais para orientação no mapa reflexivo (o corpo que deriva, o camponês sedentário, o marinheiro comerciante e Sherazade), o texto pretende discutir os aspectos de formação intrínsecos aos procedimentos da deriva e da narrativa.


Palavras-chave


Deriva; Narrativa; Internacional Situacionista; Walter Benjamin; Artes do Corpo

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. O que é um dispositivo? In: Outra travessia, Florianópolis, n. 5, p. 9-16, jan. 2005. ISSN 2176-8552.

BADERNA. Marietta. Apresentação. In. Situacionistas: teoria e prática da revolução. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2002.

BENJAMIN, Walter. Obras Escolhidas magia e técnica arte e política. 4vol. São Paulo: Editora Brasiliense, 2012.

DEBORD, Guy. Teoria da Deriva. In: Apologia da Deriva Escritos Situacionistas sobre a cidade.

JACQUES, Paola Berenstein (Org.). Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

JACQUES, Paola Bernstein. Elogio aos errantes. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2012.

JACQUES, Paola Bernstein. Apologia à deriva, escritos situacionistas sobre a cidade. In: JACQUES, Paola Bernstein. Internacional Situacionista. Tradução de Estela Santos de Abreu. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.

JACQUES, Paola Bernstein. Breve histórico da Internacional Situacionista – IS. Arquitextos, São Paulo, ano 3, n. 035.05, Vitruvius, abril 2003.

KATZ, Helena. Porque o pós-humano não existe. In: Anais do IV Congresso de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas. Memória ABRACE, 2006.

YATES, Frances. The art of memory. Londres: Pinlico, 1992.

RESENDE, Carlos Roberto Cavalcante de. A prática da deriva como dispositivo de criação para as artes da cena. Unicamp, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428