Clarice Lispector: oralidade, fabulação e recriação em Doze Lendas Brasileiras - como nasceram as estrela - Doze Lendas Brasileiras

Samuel Frison

Resumo


o presente artigo investiga as marcas da oralidade presentes na literatura infantojuvenil de Clarice Lispector. Recupera historicamente a recriação das fábulas contidas no livro Doze Lendas Brasileiras, publicado em forma de calendário no ano de 1977, e posteriormente lançado em forma de livros infantis com reedições até a contemporaneidade. Resgata a face contadora de histórias da escritora, sua capacidade de fabulação e ligação afetiva com o leitor mirim, bem como inúmeras confluências culturais na recriação de histórias conhecidas do nosso folclore.


Palavras-chave


literatura oral, literatura infanto-juvenil, infância

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428