O ensino de literatura popular nos cursos de letras em instituições públicas do Nordeste

Josivaldo Custódio da Silva

Resumo


Este artigo teve por objeto a inserção da disciplina Literatura Popular nos currículos dos cursos de Letras (presenciais) do Nordeste. Com base nos documentos curriculares oficiais, as Diretrizes Curriculares para os Cursos de Letras (2001b), as Orientações Curriculares para o Ensino Médio (2006) e fundamentados nos estudos teóricos acerca da Cultura Popular (BAKHTIN, 1999) e da Oralidade Literária (ZUMTHOR, 1997), efetuamos análises de currículos observando a presença da Literatura Popular e conteúdo das ementas dessa disciplina curricular, bem como perceber a importância dessa literatura para a formação do aluno de Letras. Observamos que, dos 19 cursos de Letras pesquisados, 9 possuem a Literatura Popular em seus currículos, o que correspondem a 47,37 % das licenciaturas, e desses 9, apenas 1 curso, o de Letras da UPE – Campus Mata Norte contem três disciplinas de Literatura Popular, uma obrigatória e duas optativas. Portanto, historicamente, sabemos que a Literatura Popular esteve ausente do contexto escolar, passando ao largo da sala de aula e dos currículos dos cursos de Letras, mas hoje, já podemos perceber, esboçada no horizonte, uma mudança nessa prática, pois, apesar da temática ser ainda incipiente nos manuais didáticos e nos currículos de Letras, o ensino da Literatura Popular (Poesia, Prosa e Teatro) já é uma demanda das políticas públicas.


Palavras-chave


Currículo de Letras; Cultura Popular; Literatura Popular; Ensino

Texto completo:

PDF

Referências


ARANTES, Antonio Augusto. O que é cultura popular. 5. ed. São Paulo: Editora Brasiliense. 1983.

AYALA, Maria Ignez Novais. Aprendendo a Apreender a Cultura Popular. In: PINHEIRO, Hélder (Org.). Pesquisa em Literatura. Campina Grande: Bagagem, 2003. p. 83-119.

BAKHTIN, Mikhail. A Cultura Popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. Trad. Yara Frateschi Vieira. 4. ed. São Paulo: HUCITEC; Brasília: Editora EDUnB, 1999.

BOSI, Alfredo. Cultura como Tradição. In: BORNHEIM, Gerd et al. Cultura Brasileira: Tradição/Contradição. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor/Funart, 1987. p. 31- 58.

BRASIL, MEC. Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosogia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia.Parecer CNE/CES 492/2001b. Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2011.

BRASIL, MEC. Diretrizes Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Parecer CNE/CP 009/2001a. Disponível em: . Acesso em: 10 Fev. 2011.

BRASIL, MEC. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: . Acesso em: 15 Jan. 2010.

BRASIL, MEC. Orientações Curriculares para o Ensino Médio: Linguagens Códigos e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2006.

BRASIL, MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Linguagens Códigos e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 1999.

BRASIL, MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental: Língua Portuguesa. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC, 1998.

BRASIL, MEC. PCN+ Ensino Médio: Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Linguagens Códigos e suas Tecnologias. Brasília: MEC, 2002.

BRASIL, MEC. Retificação do Parecer CNE/CES 492/2001, que trata da aprovação das Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Filosogia, História, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia.Parecer CNE/CES 1363/2001c. Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2011.

BURKE, Peter. Cultura Popular na Idade Moderna. Trad. Denise Bottmann. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

ANDIDO, Antonio. Vários escritos. 3. ed. revista e ampliada. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1995.

CASCUDO, Luís da Câmara. Literatura oral no Brasil. 2. ed. São Paulo: Global, 2006.

CASCUDO, Luís da Câmara. Vaqueiros e Cantadores. Porto Alegre: Ed. Globo, 1939.

CHARTIER, Roger. Cultura Popular: revisitando um conceito historiográfico. In: Estudos Históricos: Cultura e História Urbana. Revista do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, Rio de Janeiro, n. 16, p. 179- 172, 1995.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o cotidiano e as idéias de um moleiro perseguido pela Inquisição. Trad. de Maria Betania Amoroso. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

GIROUX, Henry A. e SIMON, Roger. Cultura popular e pedagogia crítica: a vida cotidiana como base para o conhecimento curricular. In: MOREIRA, Antonio Flávio e SILVA, Tomaz Tadeu da (Orgs.). Currículo, cultura e sociedade. Trad.: Maria Aparecida Baptista. 2. ed. revista. São Paulo: Cortez, 1995. p. 93-124.

MARINHO, Ana Cristina e PINHEIRO, Hélder. O cordel no cotidiano escolar. São Paulo: Cortez, 2012.

NUNES, Herika Socorro da Costa. O Letramento no curso de licenciatura em Letras da Universidade Federal do Pará. Dissertação de Mestrado em Educação. Belém: UFPA, 2007.

RODRIGUES, Hermano de França. Expressões da identidade cultural do homem nordestino nas narrativas tradicionais de valentia: uma abordagem semiótica. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras. João Pessoa: UFPB, 2006.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Trad. Ernani F. da Fonseca Rosa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed Editora, 2000.

SILVA, Andréa Jane da. Dialogando com a proposta curricular do curso de Letras – Português da UERN. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2011.

SILVA, Josivaldo Custódio da. A literatura de cordel no livro didático do ensino médio. In: BELO, Roberto (Org.). Literatura de Cordel: a cultura popular em movimento. Recife: Editora Coqueiro, 2012, p. 23-44.

SILVA, Josivaldo Custódio da. Literatura de Cordel: um fazer popular a caminho da sala de aula. Dissertação de Mestrado em Letras. João Pessoa: UFPB, 2007.

SILVA, Josivaldo Custódio da. Pérolas da Cantoria de Repente em São José do Egito no Vale do Pajeú: Memória e Produção Cultural. Tese de Doutorado em Letras. João Pessoa: UFPB, 2011.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

YOUNG, Michael F. D. O currículo do futuro: Da “nova sociologia da educação” a uma teoria crítica do aprendizado. Trad.: Roberto Leal Ferreira. Campinas, SP: Papirus, 2000.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. Trad. de Jerusa Pires Ferreira et al.. São Paulo: Hucitec, 1997.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428