A imagem cantada: Aboio e Cantigas, de Humberto Mauro

Thalles Gomes

Resumo


O objetivo deste artigo é construir uma reflexão acerca da representação cinematográfica dos aboios no curta-metragem Aboio e Cantigas (1954) de Humberto Mauro, analisando as inter-relações estéticas e sociais entre a obra de Humberto Mauro e a cultura popular brasileira.


Palavras-chave


Aboio; Cultura Popular; Cinema Brasileiro; Humberto Mauro;

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, Oneyda. Música popular brasileira. 2. ed. São Paulo: Duas Cidades, 1982.

ANDRADE, Mário. Ensaio sobre a música brasileira.: São Paulo: Livraria Martins Editora, 1962. . Dicionário musical brasileiro. Oneyda Alvarenga e Flávia Toni (COORD.). Belo Horizonte, Itatiaia; São Paulo, IEB/Edusp, 1989.

ARAÚJO, Alceu Maynard. Folclore nacional II: danças, recreação e música. 3. ed. e São Paulo: Martins Fontes, 2004.

ASSARÉ, Patativa do. Cante lá que eu canto cá. 3. ed. São Paulo: Vozes, 1980.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 6. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 2000.

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 3. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 1972. . Vaqueiros e cantadores. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Edusp, 1984.

CASCUDO, Luís da Câmara. O aboiador. Revista do Brasil, São Paulo, SP, v. 6, n. 17, p. 296- 8, 1921.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428