Horizonte da autoria infantil: as narrativas das crianças na educação e na cultura

Gilka Girardello

Resumo


O artigo propõe três aproximações ao tema da autoria narrativa infantil, a partir de um conjunto de referências teórico-metodológicas e experiências de pesquisa, e voltando-se principalmente para a valorização da oralidade das crianças em contextos educativos. Entre os pressupostos do trabalho está a noção de que também pela voz de suas crianças as culturas falam. Uma primeira abordagem centra-se na relação entre autoria narrativa infantil e ludicidade, a partir principalmente da obra de Vivian Gussin Paley. O segundo foco é a relação entre autoria narrativa infantil e compartilhamento cultural, discutida a partir da metodologia de criação de performances narrativas em escolas públicas desenvolvida pela Companhia PingChong de Nova York. O terceiro foco são as dimensões estético-poéticas da autoria narrativa infantil, a partir do trabalho de oficinas de criação de histórias de Lucy Calkins. A conclusão destaca a importância de que a educação escolar abra-se mais plena e criteriosamente à narração oral das crianças, pelo valor formativo e cultural dessa prática.


Palavras-chave


Autoria. Narrativa. Oralidade. Crianças. Educação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428