Enunciação e subjetividade no documentário Bicicletas de Nhanderu: um olhar para a linguagem verbal e audiovisual nas narrativas tradicionais indígenas

José Carlos Felix, Francisco Gabriel Rego

Resumo


O presente artigo trata das formas enunciativas no documentário Bicicletas de Nhanderu (2011), produção realizada pelo Coletivo Mbyá-Guarani de cinema. Inicialmente, buscamos situar as enunciações verbais no discurso mítico da comunidade, presentes nas narrativas de caráter tradicional, e a sua relação com protocolos audiovisuais desenvolvidos na instância imagética. O confronto entre essas duas dimensões elucida uma complexa relação entre as enunciações verbais, engendradas nos discursos narrativos, e a enunciação documental, decorrente das circunstâncias de apropriação dos recursos audiovisuais de produção pela comunidade indígena. Na última parte, atentamos para os desdobramentos e a problemática na representação dos sujeitos, operacionalizada pela linguagem tanto verbal quanto audiovisual das narrativas indígenas contemporânea.


Palavras-chave


Documentário. Formas enunciativas. Narrativa indígena contemporânea

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428