Tradição oral e tecnologia: duas faces da literatura de Manu Maltez em Meu Tio Lobisomem

Elizabeth Cardoso

Resumo


O artigo estuda o alcance da tradição oral no contemporâneo ao traçar uma leitura da obra Meu tio lobisomem, de Manu Maltez, do ponto de vista dos desdobramentos da tradição oral na literatura infantil e juvenil e do modo como essa confluência busca apoio e beneficia-se das mídias digitais. O primeiro campo de análise discute o diálogo textual e cultural entre a literatura infantojuvenil e os contos de tradição oral. O segundo momento aborda a versão digital do livro, publicada simultaneamente com a versão de papel, que estabelece a questão sobre os ganhos e as perdas de uma mídia para outra e como cada uma contribui para a representação da passagem da infância para a adolescência nas teias da tradição e da tecnologia.


Palavras-chave


Literatura infantil e juvenil. Tradição oral. E-book

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428