Poesia e música: lastro de oralidade na performance de Maria Bethânia

Renato Forin Junior

Resumo


Este artigo investiga as características do “espetáculo de música teatralizado” de Maria Bethânia e as relações do trabalho da intérprete com elementos das poéticas orais. Para tanto, recorre à história da ligação (tão íntima) entre música e poesia, desde a origem grega, passando pelo medievo, até as manifestações de vanguarda, que recuperam a voz de forma revolucionária. Um capítulo à parte reflete sobre a pujança da oralidade no Brasil - o que legou à nação a elegância de sua canção popular - bem como o salutar encontro entre música e teatro, que viria a originar belos shows teatralizados. Maria Bethânia figura como aglutinadora destas influências orais ao construir espetáculos de caráter autoral que valorizam a musicalidade da palavra, a dramaturgia, a interpretação e o jogo integral entre elementos cênicos.


Palavras-chave


Maria Bethânia; Oralidade; Poesia; Musical; Espetáculo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428