Transcriando o(s) ponto(s) de vista do Musseque: a(s) vida(s) verdadeiras(s) de Domingos Xavier

Gustavo Henrique Rückert

Resumo


Este trabalho pretende apresentar uma breve reflexão acerca da história, da narrativa e, principalmente, da escrita e da oralidade na obra A vida verdadeira de Domingos Xavier, do escritor angolano Luandino Vieira. Para isso, busca fundamentação teórica, principalmente, nos Estudos Culturais, nos Estudos Pós-Coloniais e na Nova História. Por fim, é trazida a noção de TransCriação como um avanço em relação a certo platonismo nos estudos das relações entre oralidade e escrita, possibilitando, inclusive, uma alternativa pluralista para o absolutismo da narrativa e da história.


Palavras-chave


Luandino Vieira; colonização; oralidade; escrita

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428