O canto e a voz guarani: a divindade da palavra oral

Lívia Petry Jahn

Resumo


Este ensaio busca aprofundar os cantos e discursos dos índios Guarani sob o viés teórico das poéticas da oralidade aqui representadas pelos estudos de Ong (1982) e Zumthor (2007), bem como trazer à tona os aspectos da mitologia Guarani analisadas a partir de Campbell (2002) e dos estudos e recolhas de Chamorro (2008), Nimuendaju (1987), e Kaká Werá Jecupé (2001), abarcando, assim, a palavra Guarani sob seus diversos aspectos: cultural, ideológico, mitológico, divino.


Palavras-chave


Canto e voz guarani; Aspectos da mitologia; Divindade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428