A poética da voz: análise da voz em narrativas orais

Claudia Vanessa Bergamini

Resumo


Contar histórias é um exercício milenar por meio da qual se observam ideologias, identidade, saberes e, ao serem narradas, as histórias contam com um instrumento imprescindível ao narrador: a voz. Embora nem todos os indivíduos desenvolvam a habilidade para contar histórias, narrar é um ato cuja natureza é inerente ao homem. É por meio da voz, e também por gestos e movimentos do corpo, que as narrativas orais se constituem enquanto elementos poéticos e são esses elementos que nos propomos a analisar neste trabalho. Entendemos que voz e corpo fazem parte da performance do narrador que, ao narrar, demonstra o poder criativo que possui e a sabedoria para lidar com a realidade na qual está inserido.


Palavras-chave


Narrativas Orais; Poética da voz; Poética do Corpo

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Arte Retórica e arte Poética. Trad. Antonio Pinto de Carvalho. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1964.

BURKE, Peter. Cultura Popular na Idade Moderna. São Paulo: Cia das Letras, 1989.

CHARTIER, Roger. História da leitura no mundo ocidental. 2.ed. São Paulo, Ática, 1999.

FERNANDES, Frederico Augusto Garcia. A voz em performance. Tese (doutorado em Letras). UNESP: Assis, 2003a.

FERNANDES, Frederico Augusto Garcia. Oralidade e Literatura: manifestações e abordagens no Brasil. Londrina: Eduel, 2003.

HARTMAN, Luciana. Performance e experiência nas narrativas orais da fronteira entre Argentina, Brasil e Uruguai. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 11, n. 24, p. 125- 153, jul./dez. 2005.

HAVELOCK, Eric. A equação oralidade-escritura: uma fórmula para a mente moderna. In: OLSON, David; TORRANCE, Nancy. Cultura e oralidade. Tradução de Valter Lellis Siqueira. São Paulo: Ática, 1995. p. 17-34.

JARDIM, Marcelo Rodrigues. Além do mal, aquém do bem: moral em narrativas orais referentes ao corpo seco. Revista Boitatá. Vol. 01, 2006, p. 01-11.

ONG, Walter. Oralidade e Cultura Escrita. Trad. Enid ª Dobránszky. Campinas: Papiros, 1998.

PELEN, Jean Noël. Memória da literatura oral. In: PELEN, Jean Noël. A dinâmica discursiva da literatura oral: reflexões sobre a noção de etnotexto. Tradução de Maria Thereza Sampaio. História e Oralidade (PUC-SP), v. 22, p. 49-77, 2001.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. Em busca de uma outra história: Imaginando o Imaginário. Revista Brasileira de História. São Paulo. V. 15,n. 29, p. 9-27. 1995.

ZUMTHOR, Paul. A letra e a voz: a literatura medieval. Trad. Jerusa Pires Ferreira e Amalio Pinheiro. São Paulo: Cia das Letras, 1993.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. São Paulo: Educ/Hucitec, 1997.

ZUMTHOR, Paul. Performance, Recepção, Leitura. Trad. Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: HUCITEC, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428