O universo configurado pela poesia do cancioneiro popular gaúcho: o homem e a mulher

Lisana Bertussi

Resumo


Estudo do Cancioneiro popular gauchesco, através das coletâneas: Cancioneiro Guasca (1910), de Simões Lopes Neto, Cancioneiro gaúcho (1952), de Augusto Meyer e Cancioneiro da Revolução de 1835 (1935), de Apolinário Porto Alegre, recortando a configuração do homem e da mulher, suas relações de amor, seu papel no universo campeiro, sua possibilidade de fala e imposição de vontade e valores. Ao enfocar esses aspectos pretendemos demonstrar que, por sua ênfase, esses temas ocupam o espaço do tema das contendas guerreiras, impopulares, uma vez que pouco poetizadas. Além disso, fica patente o quanto o regionalismo gauchesco já estava presente nas origens de nossa literatura.


Palavras-chave


Poesia popular; Cancioneiro; Regionalismo gauchesco

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428