Manifestações destivas: leitura e representação

André Aparecido Garcia

Resumo


Este artigo busca compreender, por meio das obras A Moreninha e Memórias de um Sargento de Milícias, como os autores Macedo e Manoel de Almeida representaram o comportamento social de suas personagens quando estas estão envolvidas em manifestações festivas. Os dois romancistas apresentam personagens que se relacionam de formas diferentes num espaço festivo. O primeiro descreve as relações sociais numa festa de Batizado; enquanto o segundo um Sarau. Seguindo os caminhos propostos por Chartier, busco compreender a festa não como o território do pitoresco ou do anedótico, mas como lugar revelador das clivagens, tensões e representações que atravessam uma sociedade.


Palavras-chave


Festa; Literatura Brasileira; Representações Sociais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428