As vozes e a doxa: os relatos orais e a biografia dos monges do Contestado

Susan A. de Oliveira

Resumo


A religiosidade dos sertanejos e a fé nos monges peregrinos são temas decisivos para a compreensão do movimento social que deu origem à Guerra do Contestado (1912-1916). Neste artigo, sustenta-se que os relatos dos sertanejos sobre os monges, utilizados na tentativa de comporem suas biografias, são peças que reafirmam a dinâmica social da oralidade e revelam-se impenetráveis ao discurso histórico-documental.


Palavras-chave


Relatos; Oralidade; Biografia; Guerra do Contestado.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428