Os caminhos de rastilho: expressões da literatura oral na fronteira Sul-Riograndense

Geice Peres Nunes

Resumo


Por compreender o imaginário fronteiriço como matéria relevante tanto no que tange ao patrimônio cultural, quanto do ponto de vista acadêmico, este artigo, produzido a partir das coletas realizadas no projeto “Oralidade e fronteira”, debruça-se sobre as cidades de Jaguarão e Rio Branco como espaços socioculturais abundantes de narrativas orais. É a partir dessa perspectiva que tomamos como matéria de investigação o discurso e a representação de mundo dos habitantes das referidas cidades, sobretudo em suas manifestações orais de teor literário. Nas coletas realizadas pelos integrantes do projeto, por vezes, surgem personagens bastante peculiares, cuja história ou ficcionalização da vida trazem elementos passíveis de traduzir e evidenciar a vivência do fronteiriço. Para tanto, analisamos a construção de Rastilho, um dos grandes motes das narrativas orais do referido espaço, e buscamos compreender a dinâmica dessa construção calcada no caráter inventivo e ficcional, mas também nos dados contextuais que condicionam tal construção.

Palavras-chave


Narrativas orais; Fronteira; Rastilho.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. O narrador: Considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. Vol. 1. Tradução Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 2010, p. 197-221.

BERGERON, Bertrand. No reino da lenda. Cadernos de Pós-Graduação da FURG. Tradução Sylvie Dion e Daniele de Quadros. Rio Grande: Editora FURG, 2010.

CARATTI, Jônatas. O solo da liberdade. São Leopoldo: Oikois; Editora Unisinos, 2013.

CERTEAU, Michel de; GIARD, Luce. Memórias. In: CERTEAU et al. A invenção do cotidiano. V. II. Tradução Ephraim Ferreira Alves e Lúcia Endlich Orth. Petrópolis: Vozes, 2011.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. V. II. Tradução Ephraim Ferreira Alves e Lúcia Endlich Orth. Petrópolis: Vozes, 2009.

CORTÁZAR, Julio. Valise de Cronópios. São Paulo: Perspectiva, 2006.

FERNANDES, Frederico Augusto Garcia. Entre histórias e tererês: O ouvir da literatura pantaneira. São Paulo: Editora da UNESP, 2002.

FERNANDES, Frederico et al. Os trânsitos da voz; de experiências poéticas, religiosas e orais. In: LEITE, Eudes Fernando, FERNANDES, Frederico (Orgs.). Trânsitos da voz : estudos de oralidade e literatura. Londrina: EDUEL, 2012, p. 7-20.

FONTOURA, Elaine. O negro Rastilho. In: FONTOURA, Elaine. Além do cotidiano, 2015.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Tradução The interpretation of cultures. Rio de Janeiro, LTC, 2008.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. O homem cordial. In: Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2014, p. 139-151.

LADA FERRERAS, Ulpiano. La narrativa oral literária. Estudio Pragmático. Barcelona: Universidad de Oviedo. Kassel. Edition Reichenberger, 2003.

LOPES NETO, João Simões. O negro Bonifácio. In: LOPES NETO, João Simões. Contos Gauchescos e lendas do Sul. Porto Alegre: L&PM, 2011, p. 25-32.

PALERMO, Zulma. La Universidad Latinoamericana en la encrucijada decolonial. Otros Logos: Revista de estudios críticos, Ano 1, n. 1, 2010.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. Além das fronteiras. In: MARTINS, Maria Helena. (Org.). Cotia – SP: Ateliê Editorial, 2002, p. 35-39.

SCHWARCZ, Lilia Moritz (Direção). História do Brasil nação - 1808-2010. A abertura para o novo mundo 1889-1930. Rio de Janeiro, Madrid: Objetiva, Fundación Mapfre, 2012.

SOUSA, Filomena. Património cultural imaterial: Memoriamedia e-Museu – métodos, técnicas e práticas. E-book. (2015)

ZUMTHOR, Paul. A letra e a voz. Tradução Amálio Pinheiro e Jerusa Pires Ferreira. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. Tradução Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

WUNENBURGER, Jean-Jacques. O Imaginário. Tradução Maria Estela Gonçalves. São Paulo: Loyola, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428