Interações e parcerias no trabalho de campo: etnomusicologia, etnopoética e literatura oral

Cláudia Neiva de Matos

Resumo


Entre os campos de pesquisa contíguos e interrelacionados à Literatura oral destacam-se, em nossos dias, a Etnomusicologia e a Etnopoética, disciplinas em que a compreensão sócioantropológica se combina necessariamente a uma sensibilização estética. O tratamento dos materiais pode variar da mais circunspecta pretensão à objetividade até uma hermenêutica permeável à subjetividade do analista. Todavia, e notadamente quando o processo inclui o trabalho de campo e sua etnografia, aflora, na quase totalidade dos casos, o problema ético, social, emocional e epistemológico da relação entre etnógrafo e etnografado. A atitude do estudioso diante do seu objeto/sujeito em estudo, e a interação que se dá entre eles, influem tanto no modo de abordagem investigativa como no tipo de discurso em que ela resulta. Na coleta, transcrição e/ou tradução de repertórios de arte verbal, destaca-se contemporaneamente a questão da performance, que contribui também para valorizar o papel atribuído ao informante e complexificar a condução do trabalho de campo. A partir de referências etnomusicológicas e etnopoéticas, este artigo discute tais questões, de modo a encaminhar uma reflexão sobre os caminhos e opções da moderna pesquisa em Literaturas orais.

Palavras-chave


Trabalho de campo. Informante. Etnomusicologia. Etnopoética. Literatura oral.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Boitatá
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428