Efeitos da manipulação neonatal sobre a fertilidade de ratos machos

Mariana Nicolielo, Suzana de Fatima Paccola Mesquita, Beatriz Thiemi Michiyori, Elaine Regina da Silva, Mainara Ferreira Barbieri, Marianne Orlandini Klein, Isabel Cristina Cherici Camargo

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar os efeitos da manipulação neonatal na fertilidade de ratos machos adultos. Os filhotes foram separados de suas mães e submetidos a estímulos tácteis do primeiro ao décimo quarto dia de vida pós-natal: o número de espermátides maduras e a produção diária de espermatozóides foram calculados em homogeneizados dos testículos e das caudas dos epidídimos. Os ratos adultos submetidos à manipulação neonatal foram acasalados com fêmeas normais para observar sua capacidade de fertilização. Os resultados mostraram que a manipulação neonatal diminuiu o peso do epidídimo e reduziu a produção diária de espermatozóide e o número de espermátides maduras. Apesar destes efeitos deletérios no reprodutor masculino, os animais manipulados não reduziram sua capacidade de fertilização, visto que o número de descendentes obtidos do acasalamento de machos manipulados com fêmeas normais não foi reduzido quando comparado aos animais controles.


Palavras-chave


estresse; manipulação neonatal; fertilidade

Apontamentos

  • Não há apontamentos.