Vidas de marinheiro no Brasil republicano: identidades, corpos e lideranças da revolta de 1910

Sílvia Capanema Pereira de Almeida

Resumo


O artigo apresenta alguns resultados da minha tese de doutorado sobre a Revolta dos Marinheiros de 1910. Discuto elementos que nos permitem constituir alguns traços identitários dos marinheiros nacionais na época do levante, através das fichas de identificação do GIM (Gabinete de Identificação da Marinha) em 1908, ano de criação desse serviço. Em primeiro lugar, componho um perfil coletivo dos marujos, indicando categorias como cor, porte do bigode, idade, origem geográfica, tatuagens e marcas corporais. Em seguida, concentro minha análise nos elementos identitários e biográficos dos marujos e principais lideranças que participaram da revolta, buscando estabelecer um estudo de caráter prosopográfico.


Palavras-chave


Revolta da chibata; Marinheiros nacionais; Identidades; Biografias; Lideranças.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2010v3n0p90



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br