A Revolução dos Marinheiros

José Miguel Arias Neto

Resumo


Este artigo discute o movimento dos marinheiros de 1910, procurando  caracterizá-lo como um momento da Revolução Republicana no Brasil. Trata-se de compreender os significados e sentidos que se apresentam no documento de reivindicações apresentado pelos Marinheiros ao governo Hermes da Fonseca, reconstruindo a sua historicidade no contexto do início da República. De fato, é neste momento que termos como “cidadãos” e “republicanos” estão adquirindo um sentido contemporâneo, em suas implicações sociais e políticas, assim como a idéia de direitos. Dois aspectos caracterizam este movimento revolucionário: a) a constituição do grupo que se autodenomina cidadãos portadores de direitos e b) a própria idéia do direito de ter direitos que fundamenta o movimento.


Palavras-chave


Política; Representações; Militares; Marinheiros; Revolução; República.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2010v3n0p75



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS