Diário da Tarde e Cruzeiro: querelas entre anticlericais e católicos no Paraná (1931-1932)

Névio de Campos

Resumo


Este artigo objetiva discutir o confronto entre católicos e anticlericais no Paraná do início da década de 1930. Apoia-se na História Intelectual, particularmente na acepção de que a ação dos intelectuais caracteriza-se pela participação na vida pública, criando escolas, centros culturais, universidades, jornais. Neste texto, os grupos analisados exerceram suas funções intelectuais ao fundarem e dirigirem o jornal vespertino anticlerical (Diário da Tarde) e o matutino católico (Cruzeiro). À luz dos editoriais e notas dos referidos jornais é possível afirmar que sob o pano de fundo da disputa entre católicos e anticlericais, buscava-se catolicizar ou secularizar a opinião pública paranaense.


Palavras-chave


Intelectuais; Imprensa; Católicos; Anticlericais; História Intelectual

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2013v6n12p391



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS