Entre o rural e o urbano, entre o civil e o militar: peculiaridades (esportivas) do bairro de Realengo/Rio de Janeiro (1902 –1940)

Victor Andrade Melo, Nei Jorge dos Santos Junior

Resumo


O objetivo deste estudo é discutir as peculiaridades das iniciativas esportivas organizadas em Realengo entre os anos de 1902, quando foi criada uma agremiação importante, o Clube Dramático, e 1940, data na qual se encerrou a trajetória de uma sociedade de ciclismo, o Realengo Pedal Clube. O que se pretende debater são as especificidades das experiências sociais do bairro, prospectadas a partir de um dos seus divertimentos. Para alcance do objetivo, como fontes foram utilizados revistas e jornais. O intuito é lançar um olhar para a conformação dos subúrbios cariocas, contribuindo para a compreensão da história do Rio de Janeiro e do esporte desde uma perspectiva mais múltipla. Ao fim, se conclui que as modalidades estruturadas no período em tela são indicadores de uma região que transitava entre o rural e o urbano, bem como entre os mundos civil e militar.

Palavras-chave


História do Rio de Janeiro. História do Esporte. Realengo.

Texto completo:

PDF PDF

Referências


A CIDADE que se diverte. Gazeta de notícias, Rio de Janeiro, 6 jun. 1937.

A NOTÍCIA. Rio de Janeiro, ano 268, 10 - 11 nov. 1910a.

A NOTÍCIA. Rio de Janeiro, ano 268, 3 - 4 nov. 1910b.

A PROVA ciclística. Jornal dos Sports, Rio de Janeiro, 23 maio1939.

ABREU, Maurício. A evolução urbana do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: IPLANRIO: Zahar, 1987.

CLAQUESAU. Agenor Brandão. O Piraquara, Rio de Janeiro, ano 1, n. 1, 9 nov. 1904.

ALMANAK LAEMMERT. Club de regatas Vasco da Gama. Rio de Janeiro: [Eduardo e Henrique Laemmert], 1904. Recreação e divertimentos.

ASSMANN, Alice Beatriz. O associativismo esportivo em Santa Cruz do Sul/Rio Grande do Sul: configurações de práticas culturais (da década de 1880 à década de 1910). 2015. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

ATLETISMO. Jornal do Comércio, [Rio de Janeiro], 19 fev. 1916.

BONFIM, Aira Fernandes. Football feminino entre festas esportivas, circos e campos suburbanos: uma história social do futebol praticado por mulheres da introdução à proibição (1915-1941). 2019. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) – Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2019.

BRASIL. Ministério da Justiça e Negócios Interiores. Relatório da Força Policial do Distrito Federal 1905. Rio de Janeiro: MJNI, 1906.

BRASIL. Policia do Districto Federal. Por actos de 15 do corrente, foram nomeados supplentes de delegados. Diário Oficial da União: seção 1, Rio de Janeiro, p. 3, 19 abr. 1907.

CASINO Realengo. A Noite, [Rio de Janeiro], 21 nov. 1921a.

CASINO Realengo. Jornal do Brasil, [Rio de Janeiro], 9 set. 1921b.

CICLISMO. A Noite, [Rio de Janeiro], 11 abr. 1931.

CICLISMO. Jornal do Brasil, [Rio de Janeiro], 24 mai. 1938a.

CICLISMO. Jornal do Comércio, [Rio de Janeiro], 1 fev. 1938b.

CICLISMO. Jornal do Comércio, [Rio de Janeiro], 8 - 9 abr. 1940.

CIDADE DO RIO. Rio de Janeiro, 12 nov. 1901.

CLUB DE TIRO FEDERAL. Estatutos do Club de Tiro Federal: fundado em 13 de Maio de 1906 e aprovado em Assembleia Geral de 20 de janeiro de 1907. Rio de Janeiro: Tipografia da Papelaria Brazil, 1907.

CLUBE de Tiro Federal. A Imprensa, [Rio de Janeiro], 5 jul. 1908.

CLUBE Dramático do Realengo. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 1 ago. 1912.

CLUBE Dramático do Realengo. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 17 jul. 1905. COMITÊ Pró-Nilo Seabra em Realengo. A Rua, [Rio de Janeiro], 6 dez. 1921. DIA social. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 3 out. 1905.

DIREITOS do feminismo. O Suburbano, Rio de Janeiro, 19 jan. 1935.

DRAMATICO Atlético Clube. A Rua, [Rio de Janeiro], 23 abr. 1927.

FAZENDA, José Vieira. Antiqualhas e memórias do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Revista IHGB, 1921.

FERNANDES, Nelson da Nobrega. O rapto ideológico da categoria subúrbio. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1995.

FERNANDES, Nelson da Nobrega. Os militares e o espaço urbano do Rio de Janeiro: um programa de pesquisa em geografia urbana e geopolítica. Scripta Nova, Barcelona, v. 10, n. 218, p. 27, 2006.

FON FON. Rio de Janeiro, ano 11, n. 14, 11 jul. 1908.

FORJAZ, Maria Cecília Spina. A crise da república oligárquica no Brasil: as primeiras manifestações tenentistas. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 16, n. 6, p. 61-69, 1976.

FRIDMAN, Fania. Donos do Rio em nome do rei: uma história fundiária da cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

FUTEBOL. A Época, Rio de Janeiro, 16 maio 1916.

FUTEBOL. O Brasil, [Rio de Janeiro], 8 jul. 1924.

GONZALES, Selma Lúcia de Moura. A territorialidade militar no Brasil: os tiros de guerra e a estratégia da presença. 2008. Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

INSTRUÇÃO militar. Jornal do Brasil, [Rio de Janeiro], 8 jun. 1912.

INSTRUÇÃO militar. O Paiz, [Rio de Janeiro], 27 mar. 1914.

LIGA Metropolitana. O Imparcial, [Rio de Janeiro], 30 maio 1926.

MACIEL, Laura Antunes. Outras memórias nos subúrbios carioca: o direito ao passado. In: OLIVEIRA, Márcio Piñon; FERNANDES, Nelson da Nóbrega (org.). 150 anos de subúrbio carioca. Rio de Janeiro: Lamparina: Faperj: EdUFF, 2010. p. 187-218.

MAIA, João Marcelo E. Costa Pinto em dois tempos: os efeitos periféricos na circulação de ideias. Tempo Social, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 173-198, 2019.

MAIS um circuito da cidade será disputado. A Batalha, [Rio de Janeiro], 17 dez. 1938.

MELO, Victor Andrade de. Novas performances públicas: os clubes athleticos e a educação do corpo (Rio de Janeiro, 1884-1889). Cadernos de História da Educação, Uberlândia, 2020.

MELO, Victor Andrade de; SANTOS JUNIOR, Nei Jorge. Faces da modernidade: a experiência do Ciclo Suburbano Clube (Madureira/Rio de Janeiro – décadas de 1920-1960). Rio de Janeiro: PPGHC/UFRJ, 2020.

MENDONÇA, Leandro Clímaco. Jornalismo como missão: militância e imprensa nos subúrbios cariocas, 1900-1920. 2017. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2017.

MIYASAKA, Cristiane Regina. Os trabalhadores e a cidade: a experiência dos suburbanos cariocas (1890-1920). 2016. Tese (Doutorado em História). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

MORAES E SILVA, Marcelo; CAPRARO, André Mendes. O tiro de guerra 19 Rio Branco: apontamentos acerca da institucionalização esportiva de Curitiba (1909-1910). Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 29, n. 2, p. 229-243, 2015.

NOS SUBÚRBIOS. A Época, Rio de Janeiro, 27 fev. 1913.

NOS SUBÚRBIOS. A Notícia, Rio de Janeiro, 26 - 27 nov. 1910.

O CIRCUITO ciclístico do Realengo. Diário Carioca, Rio de Janeiro, 14 dez. 1938. O DIA esportivo no Realengo. A Noite, [Rio de Janeiro], 9 dez. 1937.

O NOSSO programa. O Piraquara, 9 nov. 1904, p. 1.

O REALENGO e suas belezas. O Piraquara, Rio de Janeiro, ano 1, n. 1, 9 nov. 1904.

O. S. C. BRASILEIRO levantou o torneio de futebol feminino. A Batalha, [Rio de Janeiro], 3 maio 1940.

O VI CIRCUITO ciclístico da cidade. A Noite, [Rio de Janeiro], 13 dez. 1938.

OLIVEIRA, Márcio Piñon de Oliveira; FERNANDES, Nelson da Nóbrega (org.). 150 anos de subúrbio carioca. Rio de Janeiro: Lamparina: Faperj: EdUFF, 2010.

OS SUBÚRBIOS. Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, 9 maio 1905.

PENNA-FRANCA, Luciana. Teatro amador no Rio de Janeiro: associativismo dramático, espetáculos e periodismo (1871-1920). 2016. Tese (Doutorado em História) – Universidade federal Fluminense, Niterói, 2016.

PINTO, Genivaldo Gonçalves. Manifestações da cultura militar no espaço educacional brasileiro na primeira república: o contexto de Pelotas-RS. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – UFPel, Pelota, 2015.

EALENGO. A Época, Rio de Janeiro, 29 jan. 1913.

REALENGO. A Notícia, Rio de Janeiro, 8 - 9 mar. 1909.

REALENGO. Gazeta de Notícias, Rio de Janeiro, 12 jun. 1887.

REALENGO. Jornal do Brasil, [Rio de Janeiro], 11 fev. 1904.

RIBALTAS e tela. Gazeta Suburbana, [Rio de Janeiro], 26 abr. 1919.

SANTOS, João Manuel Casquinha Malaia. Revolução Vascaína: a profissionalização do futebol e inserção socioeconômica de negros e portugueses na cidade do Rio de Janeiro (1915-1934). 2010. Tese (Doutorado em História) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

SANTOS, Noronha. Meios de transporte no Rio de Janeiro: história e legislação. Rio de Janeiro: Jornal do Comércio, 1934.

SCHETINO, André Maia. Pedalando na modernidade: a bicicleta e o ciclismo no Rio de Janeiro e Paris na transição dos séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: Apicuri, 2009.

SEVCENKO, Nicolau. A capital irradiante: técnica, ritmos e ritos do Rio. In: SEVCENKO, Nicolau (org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. v. 3, p. 513-519.

SILVA, Carlos Leonardo Bahiense da; MELO, Victor Andrade de. Fabricando o soldado, forjando o cidadão: o doutor Eduardo Augusto Pereira de Abreu, a Guerra do Paraguai e a educação física no Brasil. História, ciência, saúde, Rio de Janeiro, v. 18, n. 2, p. 337-354, jun. 2011.

SOUSA, Márcia Cristina da Silva. Entre achados e perdidos: colecionando memórias dos palácios cinematográficos da cidade do Rio de Janeiro. 2013. Tese (Doutorado em Memória Social) – Unirio, Rio de Janeiro, 2013.

SOUSA, Raquel Gomes de. Cinemas no Rio de Janeiro: trajetória e recorte espacial. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências) - UFRJ - Rio de Janeiro, 2014.

SPORT. O Piraquara, Rio de Janeiro, 9 nov. 1904.

TIRO brasileiro do Realengo. A Imprensa, [Rio de Janeiro], 29 set. 1910.

TIRO brasileiro do Realengo. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 28 abr. 1914.

TIRO brasileiro do Realengo. Jornal do Brasil, [Rio de Janeiro], 3 jun. 1911.

UMA INTERESSANTE prova de ciclismo. Diário Carioca, Rio de Janeiro, 19 fev. 1930.

VIANA, Claudius Gomes de Aragão. História, memória e patrimônio da Escola Militar do Realengo. 2010. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) – Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2010.

WEBER, Eugen. França fin de siecle. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2020v13n26p361

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

PPG-HSCNPQRevista da ABPN foi a indexada a ERIHPLUS-European REference Index for the  Humanites and Social...Indexadores
Directory of Open Access Journals – DOAJDORA