Tradição e experiência: uma inversão cultural do pensável pelas práticas

Jonathan M. Menezes

Resumo


O estudo do protestantismo é algo que tem fascinado a muitos pesquisadores nos últimos anos.A multiplicidade que o constitui,as combinaçõesqueele englobaeasmetamorfosespelas quais têm passado são o cerne temático desse artigo. Como amostra de uma parcela dessa realidade, esse estudo envolve tanto um diálogo com alguns teóricos da história e da s0ciologia que se ocuparam desse campo, como uma abordagem a histórias e experiências de praticantesdeumacomunidadereligiosaemLondrina, no Paraná. A partir dessa fusão de olhares, postulou-se que o sagrado que se manifesta nesse âmbito não é fruto de mera repetição de modelos, mas de recriações, reinvenções da tradição, a partir da experiência singular de fé das pessoas em seus contextos particulares de vida.Em virtude disso,tanto nos discursos como nas práticas religiosas ocorreram rupturas, que ora penderam para uma flexibilização, ora para um reforço de trincheiras religiosas.


Palavras-chave


metamorfoses do sagrado; experiência; tradição; Protestantismo; Londrina/Pr; Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2010v3n5p367



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS