O efeito Lúcifer em outros tempos? Reflexões sobre histórias de pessoas que se viram diante do extremo à época das primeiras cruzadas

Carlile Lanzieri Júnior, Francieli Aparecida Marinato

Resumo


Próximos de sua normalidade cotidiana, de seus pares e lares, as pessoas costumam reagir de maneira cordial, comedida, civilizada. Diante do extremo e do que julgam desconhecido, costumam liberar sua pulsão agressiva e atacar em nome de uma causa maior ou em defesa de seu grupo. A história é pródiga nesses exemplos. A partir dos relatos de três personagens que viveram entre os séculos XI e XII, Guiberto de Nogent (c.1055-c.1125), Bernardo de Claraval (1090-1153) e Foucher de Chartres (1059- 1127), pretendemos analisar esse tipo de reação no contexto das primeiras cruzadas. Em todos os casos selecionados, quase todos em diálogo com vertentes da Psicologia, acreditamos que estamos a lidar com algo que é próprio dos seres humanos e não de uma época, um lugar ou um grupo específico.

Palavras-chave


Civilização; Cruzadas; Guerra; Psicologia; Violência.

Texto completo:

PDF

Referências


ABULAFIA, Anna Sapir. Theology and the commercial revolution: Guibert of Nogent, St. Anselm and the Jews in the Northern France. In: ABULAFIA, David; FRANKLIN, Michel; RUBIN, Miri (ed.). Church and city (1000-1500): essays in honour of Christopher Brook. Cambridge: Cambridge University Press, 1992. p. 23-40.

ALMEIDA, Néri de Barros. Violência e paz: um diálogo com o passado medieval. In: ALMEIDA, Cybele C. de et al. (org.). Violência e poder: reflexões brasileiras e alemãs sobre o medievo e a contemporaneidade. Porto Alegre: DM, 2017. p. 23- 40.

BALANDIER, Georges. O poder em cena. Tradução de Luiz Tupy Caldas de Moura. Brasília: UnB, 1982.

BARTHELEMY, Dominique. L’an mil et la paix de Dieu: la France chrétienne et féodale 980-1060. Paris: Fayard, 1999.

BASCHET, Jérôme. A civilização feudal: do ano mil à colonização da América. Tradução de Marcelo Rede. São Paulo: Globo, 2006.

BETHENCOURT, Francisco. Racismos: das cruzadas ao século XX. Tradução de Luís Oliveira Santos e João Quina Edições. São Paulo: Cia. das Letras, 2018.

BROOKES, Adam. Soldados dos EUA no Iraque são acusados de maus tratos. BBC Brasil, [São Paulo], 28 jul. 2005. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/ reporterbbc/story/2005/07/050728_abusoscg.shtml. Acesso em: 21 mar. 2018.

COSTA, Ricardo da. “Então os cruzados começaram a profanar em nome do pendurado”: maio sangrento: os pogroms perpetrados em 1096 pelo conde Emich II von Leiningen (†c.1138) contra os judeus renanos, segundo as Crônicas Hebraicas e cristãs. In: COSTA, Ricardo da. Ensaios de história medieval. Vitória: Sétimo Selo: CEMOrOC, 2009. p. 109-131.

DEMURGER, Alain. Os templários: uma cavalaria cristã na Idade Média. Tradução de Karina Jannini. Rio de Janeiro: Difel, 2007.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador: formação do Estado e civilização. Tradução de Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.

FLORI, Jean. Guerra santa: formação da ideia de cruzada no ocidente. Tradução de Ivone Benedetti. Campinas: Unicamp, 2013.

FOUCHER DE CHARTRES. A 1.ª Cruzada: um relato de quem esteve lá. Traduação de Joana Rosa. Mem Martins: Inquérito, 2001. FREUD, Sigmund. Psicologia das massas e análise do eu. Tradução de Renato Zwick. 10. ed. Porto Alegre: L&PM, 2016.

GARCÍA-VILLOSLADA, Ricardo. Historia de la iglesia católica: Edad Media (800- 1303) : la cristandad em el mundo europeo y feudal. 6. ed. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 1999.

GAY, Peter. A experiência burguesa: da Rainha Vitória a Freud: o cultivo do ódio. Tradução de Pat Sauter. São Paulo: Cia. das Letras, 1995.

GOLDING, William. O senhor das moscas. Tradução de Geraldo Galvão Ferraz. São Paulo: Folha de São Paulo, 2003.

GUIBERT DE NOGENT. Autobiographie. Paris: Les Belles Lettres, 1981 (Edição bilíngue latim-francês).

GUIBERT OF NOGENT. A monk´s confession: the memoirs of Guibert of Nogent. Tradução de Paul J. Archambault, Philadelphia: PENN, 1996.

HELLER, Agnes. Agnes Heller: “A maldade mata, mas a razão leva a coisas mais terríveis”. [Entrevista cedida a] Guillermo Altares. El País Semanal, Madrid, 2 set. 2017. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/02/ eps/1504379180_260851.html. Acesso em: 21 jun. 2018.

HUNT, Lynn. A invenção dos direitos humanos: uma história. Tradução de Rosaura Eichenberg. São Paulo: Cia. das Letras, 2009.

INGRAO, Christian. Crer & destruir: os intelectuais na máquina de guerra da SS nazista. Tradução de André Telles. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

KEELEY, Lawrence. A guerra antes da civilização: o mito do bom selvagem. Tradução de Fábio Faria. São Paulo: É realizações, 2011.

LYONS, Jonathan. A casa da sabedoria: como a valorização do conhecimento pelos árabes transformou a civilização ocidental. Tradução de Pedro Maia Soares. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2011.

McGLYNN, Sean. A hierro y fuego: las atrocidades de la guerra en la Edad Media. Tradução de Tomás Fernández e Beatriz Eguibar. Barcelona: Crítica, 2009.

MORRIS, Ian. Guerra: o horror da guerra e seu legado para a humanidade. Tradução de Luís Reyes Gil. São Paulo: Leya, 2015.

NICOLLE, David. Medieval siege weapons: western europe AD 585-1385. United Kingdom: Osprey Publishing, 2002.

RUNCIMAN, Steven. História das cruzadas: a primeira cruzada e a fundação do Reino de Jerusalém. Tradução de Cristiana de Assis Serra. Rio de Janeiro: Imago, 2002.

RUST, Leandro Duarte. Bispos guerreiros: violência e fé nas Cruzadas. Petrópolis: Vozes, 2018

SAN BERNARDO DE CLARAVAL. Liber ad milites templi de laude novae militiae. In: SAN BERNARDO DE CLARAVAL. Obras completas de San Bernardo. Tradução de Iñaki Aranguren e Mariano Ballano. Madrid: BAC, 1993. t. 1, p. 513-543.

SAN BERNARDO DE CLARAVAL. Obras completas: cartas. Tradução de Juan Maria de La Torre, Iñaki Aranguren e Mariano Ballano Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 1990. t. 7.

PETERS, Edward (ed.).The first cruzade: the chronicle of Fulcher of Chartres and other source material. 2. ed. Philadelphia: PENN, 1998.

TODOROV, Tzvetan. Diante do extremo. Tradução de Nícia Adan Bonatti. São Paulo: Unesp, 2017.

TYERMAN, Christopher. A guerra de Deus: uma nova história das cruzadas. Tradução de Heloisa gonçalves Barbosa. Rio de Janeiro: Imago, 2010. v. 1.

WHEATCROFT, Andrew. Infiéis: o conflito entre a cristandade e o islã - 638-2002. Tradução de Marcos José da Cunha. Rio de Janeiro: Imago, 2002.

ZIMBARDO, Philip. O efeito Lúcifer: como pessoas boas se tornam más. Tradução de Tiago Novaes Lima. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2019v12n24p625

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

PPG-HSCNPQRevista da ABPN foi a indexada a ERIHPLUS-European REference Index for the  Humanites and Social...Indexadores
Directory of Open Access Journals – DOAJDORA