António José da Silva, as Obras do diabinho da mão furada e a Inquisição Portuguesa - António José da Silva, the Obras do diabinho da mão furada, and the Portuguese Inquisition

Markus Ebenhoch

Resumo


António José da Silva (1705-1739), chamado “o Judeu”, é considerado um dos dramaturgos portugueses mais importantes, bem como uma das vítimas mais famosas da Inquisição Portuguesa. Menos conhecidas são as Obras do diabinho da mão furada, uma novela moralizante e ao mesmo tempo irónica, que, desde o século XIX, é regularmente atribuída ao poeta setecentista.

Neste estudo, após um resumo do intenso debate sobre a autoria do texto, analisa-se os processos inquisitoriais contra António José da Silva, especialmente o primeiro processo porque possivelmente influenciou a redação do texto. Examina-se com pormenor aquelas passagens que contêm referências explícitas e implícitas ao Santo Ofício, acrescentando uma breve discussão sobre a influência deísta na novela. Conclui-se a argumentação indicando o quanto as Obras do diabinho da mão furada são de facto uma crítica satírica ao catolicismo e à Inquisição, escrita por um antigo preso desta instituição.



Palavras-chave


António José da Silva, “o Judeu”; Obras do diabinho da mão furada; Inquisição Portuguesa; novela; século XVIII

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2017v10n20p656

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS