Literatura Wushia, Budismo, marcialidade e ascese: da arte da guerra à historiografia sobre o mosteiro de Shaolin

José Otávio Aguiar

Resumo


O ensaio reúne as contribuições da historiografia recente para a compreensão das relações entre Budismo, marcialidade e ascese na tradição marcial do Mosteiro de Shaolin, tradicional centro de cultivo de artes marciais e um dos berços da espiritualidade Chan, localizado no Norte da China. Para responder às interrogações centrais sobre a relação entre marcialidade, espiritualidade budista Chan e cultura chinesa, recorreu-se à literatura épica, a chamada Wushia, à filmografia que abordou o tema e a entrevistas com mestres chineses migrantes e praticantes de Kung-Fu no Brasil.


Palavras-chave


História da China; história do budismo Chan; defesa; literatura Wushia (épica); História; Cinema

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2009v2n4p599



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS