Árvores de boa semente: silvicultura, preservação da natureza e agricultura na Primeira República

Roberta Barros Meira, Mariluci Neis Carelli

Resumo


 

Este artigo é uma análise do pensamento em prol da silvicultura e da preservação das florestas brasileiras e no seu papel na organização e feitura do Serviço Florestal no Brasil durante a Primeira República.  Foram analisados também a forte vinculação dessas ideias com os setores agrícolas.  Nesse sentido, é um estudo sobre a valorização da ciência no Brasil e sua inserção tanto na agricultura como na exploração das riquezas naturais, mas especificamente, as florestas.  Aborda com esse intuito o pensamento de cientistas, agricultores e estadistas reproduzidos em uma documentação que envolve o Ministério da Agricultura, revistas científicas e agrícolas, folhetos das secretárias da agricultura, dentre outros. Enfim, privilegia-se uma perspectiva teórica fundada na História ambiental, sintonizando o trabalho com questões econômicas.  


Palavras-chave


Patrimônio Natural, agricultura, silvicultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2015v8n16p227



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS