O museu como patrimônio, a república como memória: arte e colecionismo em Belém do Pará (1890-1940)

Aldrin Moura de Figueiredo

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a coleção de arte do Museu de Arte de Belém como patrimônio histórico e cultural do município de Belém, Estado do Pará. Essa coleção iniciada ainda no Império, ganhou ênfase durante o início da República como parte de um exercício político que tomava a arte e a história como elementos formadores da nacionalidade.

Palavras-chave


Coleções; Patrimônio; Nacionalismo; Arte e história; Identidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2014v7n14p20



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS