Institucionalização das práticas de preservação do patrimônio cultural no Brasil e na Argentina e suas relações com as atividades turísticas

Leila Bianchi Aguiar, Márcia Regina Romeiro Chuva

Resumo


Esse artigo analisa de modo comparativo a implantação das políticas de proteção ao patrimônio nacional no Brasil e na Argentina e suas relações com o surgimento do turismo. Enfatiza as semelhanças e dessemelhanças das experiências que foram similares em relação às suas finalidades nos dois países entre 1937 e 1946, período em que se consolidaram as ações nesse sentido. A institucionalização das práticas de proteção ao patrimônio no Brasil e na Argentina serão analisadas em seusaspectos legais; segundo a natureza e tipologia dos bens protegidos, os meios de disseminação dessas ideias e as relações entre patrimônio e turismo.

Palavras-chave


Patrimônio Nacional; SPHAN; Comisión Nacional de Museos y Monumentos y Lugares Históricos; Patrimônio e Turismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2014v7n14p68



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS