Antes da Corte: população e pobreza no Rio de Janeiro, c.1763-c.1808

Renato Pinto Venancio

Resumo


Antes mesmo da chegada da família real, em 1808, o Rio de Janeiro havia se transformado no principal centro urbano da América portuguesa. No entanto, isso tinha implicações negativas para a população mais pobres. O aumento demográfico fazia com que os preços dos alimentos básicos subissem, assim como tornava mais difícil o acesso a terrenos para construção de habitações. O presente artigo analisa o impacto dessa situação no aumento de óbitos de pobres registrados na Santa Casa da Misericórdia carioca.

Palavras-chave


Escravidão; Rio de Janeiro; 1808; Pobreza

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2013v6n11p10



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS