Sentidos do passado no museu: concordância e dissonância de vozes

Lana Mara Castro Siman, Edson Nascimento Campos, João Carlos de Andrade

Resumo


O artigo analisa, a partir de um jogo de vozes, gestos e de deslocamentos corporais, durante uma visita guiada de alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) ao Museu de Artes e Ofícios de Belo Horizonte, sentidos do passado ali enunciados sobre temáticas atinentes ao universo do trabalho no Brasil pré- industrial. Com o objetivo de problematizar a relação memória e história na perspectiva da educação histórica, tais enunciações verbais e não verbais foram documentas por meio de registros fílmico, sonoro e impresso. O diálogo entre dados e referencias teórica permitiu-nos evidenciar tanto o valor do museu como espaço de memória para a educação histórica, como os desafios aí presentes para prática docente em salas de aula, nos momentos antes, durante e pós – visita a museus.

 

Palavras-chave: museu, memória, educação histórica, ensino de História.

 

ABSTRACT

 

 

The paper analyzes sense of the past regarding the work universe in Brazil pre-industrial time, through a game of voices and displacements and corporal gestures during a guided visit to the Artes e Ofícios Museum of Belo Horizonte. Videos, audio and printed records were documented with the objective to problematize the memory-history relation in the historical education perspective. The dialogue between these documents and theoretical references allowed us to bring to light the museum importance as a memory space for historical education and the challenges for teaching, before, during and after the museum visit.

 

Key words: museum, memory, historical education, History education.


Palavras-chave


Museu. Memória. Educação histórica. Ensino de história.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2012v5n10p567



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS