Limites, escolhas e expectativas: horizontes metodológicos para análise dos livros didáticos de História

Jean Carlos Moreno

Resumo


Este artigo apresenta algumas possibilidades relativas à análise dos livros didáticos de História, na direção da construção de um arcabouço metodológico que leve em conta conjuntamente facetas do código disciplinar da História e a materialidade e as condições de produção destes objetos culturais. Neste sentido, propõe-se, por um lado, perceber os livros didáticos de história dentro da escolarização e da cultura impressa, ambos projetos da modernidade, compartilhando da trajetória da história do livro, sem esquecer do campo de forças que lhes dá sustentação em cada contexto. Concomitantemente postula-se que a análise de conteúdo precisa estar atenta aos aspectos específicos do ensino escolar de História, dentre os quais estão questões de identidade, linguagem, afetividade, desenvolvimento moral, cognição e horizonte de expectativas.


Palavras-chave


Livros didáticos; Ensino de História; Código disciplinar da História; Identidades; Cultura Escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2012v5n10p717



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

CNPQ PPG-HS DORA OJS