MAPEAMENTO DE UNIDADES DA PAISAGEM EM ÁREAS DIRETAMENTE AFETADAS POR BARRAGENS

Mayara Caroline Covizzi, Raul Reis Amorim

Resumo


A abordagem sistêmica vem sendo cada vez mais utilizada em estudos ambientais para a compreensão das relações entre a sociedade e a natureza. Por tanto, a partir do conceito de Sistema Ambiental, o objetivo geral deste trabalho é estabelecer as relações do subsistema físico-natural (Geossistema) com o subsistema antrópico (elementos socioeconômicos), de uma área diretamente afetada (AID) pela construção de uma barragem para reservatório de água. Utilizando técnicas de geoprocessamento, as etapas metodológicas foram: organizar a base de dados na escala 1:250.000; mapear os geossistemas e os subsistemas antrópicos; fazer a caracterização dos atributos apresentados no mapeamento. Com a integração do mapa de geossistemas e o mapa de sistemas antrópicos, o resultado final foi o mapa de Unidades da Paisagem da AID da barragem Pedreira, no Estado de São Paulo, onde, com a correspondência espacial de informações distintas numa mesma localidade, obtém-se uma síntese dos sistemas ambientais. Com este mapeamento, será possível a continuidade deste estudo, servindo como base de informação para realizar a análise da fragilidade ambiental dessas unidades, e verificar se nelas, estão localizadas as AIDs das barragens Pedreira (Pedreira-SP) e Duas Pontes (Amparo-SP), podendo assim, identificar qual e como o sistema ambiental será afetado, agravando a fragilidade do estado atual.

 

Palavras-Chave: geossistemas; antropização; sistema ambiental.


Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, R. R. Um novo olhar na Geografia para os conceitos e aplicações de Geossistemas, Sistemas Antrópicos e Sistemas Ambientais. In: Caminhos de Geografia. Uberlândia: UFU, v. 13, n. 41, p. 80 – 101, mar/2012.

AMORIM, R. R.; REIS, C. H.; FERREIRA, C. Mapeamento dos Geossistemas e dos Sistemas Antrópicos como subsídio ao estudo de áreas com riscos a inundações no baixo curso da Bacia Hidrográfica do Rio Muriaé (Rio de Janeiro – Brasil). In: Territorium 24. Portugal: Universidade de Coimbra, 2017.

BERTRAND, G. Paisagem e Geografia Física Global - Esboço metodológico. In: Revista RA´e GA: O Espaço Geográfico em Análise. Curitiba: Ed. UFPR, n. 8, p. 141-152, 2004.

CAVALCANTI, L. C. S. Da descrição de áreas à Teoria dos Geossistemas: uma abordagem epistemológica sobre sínteses naturalistas. Tese de Doutorado. UFPE: Recife, 2013.

CHRISTOFOLETTI, A. Modelagem de Sistemas Ambientais. São Paulo: Edgar Blücher, 1998.

CPRM, Serviço Geológico do Brasil. Projeto de Integração Geológico-Metalogenética Folha Rio de Janeiro. Carta Geológica Campinas, Folha SF 23-Y-A, escala: 1: 250.000, 1999.

MONTEIRO, C. A. F. Geossistemas: a história de uma proura. São Paulo: Ed. Contexto, 2º :ed., 2000.

PEREZ FILHO, A. Sistemas Naturais e Geografia. In: SILVA, J. B.; LIMA, L. C.; ELIAS, D. (org.). Panorama da Geografia Brasileira. São Paulo: Annablume, p. 333-336, 2006.

SÃO PAULO, Secretaria do Meio Ambiente do Estado. Mapa de uso e cobertura da terra da Unidade Hidrográfica de Gerenciamento de Recursos Hídricos (UGRHI) 5 - Piracicaba/Capivari/Jundiaí (PCJ). 2013. Disponível em: http://datageo.ambiente.sp.gov.br/app/?ctx=DATAGEO#. Acesso em: 15/07/2018.

SÃO PAULO, Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos; DAEE, Departamento de Águas e Energia Elétrica. Estudo de Impacto Ambiental – Barragens Pedreira e Duas Pontes. São Paulo: Hidrostudio Engenharia e Themag Engenharia, 2015.

SOCHAVA, V. B. O estudo de geossistemas: métodos em questão. IG-USP, São Paulo, nº 16, 1977.

SOCHAVA, V. B. Por uma teoria de classificação de geossistemas de vida terrestre. São Paulo: IGEO/USP, 1978.

ROSSI, M. Mapa Pedológico do Estado de São Paulo: Revisado e Ampliado. São Paulo: Instituto Florestal, 2017. Disponível em: http://datageo.ambiente.sp.gov.br/app/?ctx=DATAGEO#. Acesso em: 15/07/2018.

TROPPMAIR, H; GALINA, M. H. Geossistemas. In: Mercator - Revista de Geografia da UFC, ano 05, número 10, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Geographia Opportuno Tempore
UEL - Londrina
EISSN: 2358-1972
E-mail: revista.opportuno.tempore@gmail.com
logo Diadorim