VIOLAÇÕES, REPRESSÃO E CRIMINALIZAÇÃO DA TÁTICA BLACK BLOC

Diego Coletti Oliva

Resumo


Este artigo busca destacar, a partir de dados coletados durante a pesquisa para doutoramento em sociologia, uma faceta da instrumentalização política da violência por parte das forças policiais durante e as jornadas de junho de 2013 no Brasil. Por meio de dados coletados em ampla pesquisa bibliográfica, documental e de campo, foram analisadas as articulações entre repressão policial, violações de direitos e criminalização da tática black no período de 2013 a 2015, problematizando a questão do monopólio legítimo da violência por parte do Estado. As questões aqui levantadas ressaltam como a criminalização de grupos específicos de manifestantes como os adeptos da tática black bloc serve para justificar discursos autoritários e práticas repressivas que violam expressamente os direitos humanos, contribuindo para o fortalecimento de uma lógica punitivista.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Geographia Opportuno Tempore
UEL - Londrina
EISSN: 2358-1972
E-mail: revista.opportuno.tempore@gmail.com