COBERTURA DA TERRA E QUALIDADE AMBIENTAL DO BAIRRO TATUQUARA – CURITIBA/PARANÁ

Otacílio Lopes de Souza da Paz, João Carlos Nucci, Simone Valaski

Resumo


A análise das classes de cobertura da terra fornece subsídios para que inferências sejam feitas quanto à qualidade ambiental. Com base em imagens do Google Earth, ano 2012 e o software QGIS, versão 2.6, mapeou-se em detalhe a cobertura da terra do bairro Tatuquara (Curitiba/Paraná); posteriormente inferências foram feitas quanto à dinâmica ambiental do bairro, gerando o mapa de qualidade ambiental. Constatou-se que o bairro possui 48,43% de sua área coberta por espaços não edificados, 32,05% por espaços edificados e 19,52% por espaços de integração viária; que 40,76% do bairro estão cobertos por vegetação arbórea, arbustiva e herbácea, indicadores que apontam para uma boa qualidade ambiental, porém 23,82% da área estão ocupados por edificações de até 4 pavimentos com área adjacente impermeabilizadas e sem vegetação. Em relação à distribuição das classes de cobertura constatou-se que a maior parte do bairro possui uma boa qualidade ambiental, em função das áreas com vegetação nativa. Contudo, existem pontos com qualidade ambiental média a baixa como quadras com nenhuma vegetação e grandes edificações. O método mostrou-se de fácil aplicação, podendo servir como subsidio para os moradores compreenderem questões ambientais do bairro e poderem atuar nas decisões do poder público.  


Palavras-chave


Qualidade Ambiental; SIG; Participação Popular.

Texto completo:

PDF

Referências


BELEM, A.L.G.; NUCCI, J.C. Hemerobia das paisagens: conceito, classificação e aplicação no bairro Pici – Fortaleza – CE. Ra’e Ga, n. 21, p. 204-233, 2011.

BERLIM – Senate Departament of Urban Development – Berlin Digital Environmental Atlas. Actual Use of Built-upAreas. Disponível em: . Acesso em: 14.09.2014.

DIAS, M.A.; NUCCI, J.C; VALASKI, S. Classificação da paisagem do bairro do Bacacheri (Curitiba, Paraná) com base na cobertura do solo. Ra’e Ga, 32, Curitiba, 2014, p.146-163.

IPPUC - Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba. Disponível em: . Acesso em 27.12.2014

NOVO, E.M.L.M. Sensoriamento Remoto: princípios e aplicações. São Paulo, SP: Editora Blucher, 2008. 333 p.

NUCCI, J.C.; FERREIRA, M.B.P.; VALASKI, S. Cobertura do solo e qualidade ambiental urbana como subsídios ao planejamento da paisagem. In: CONGRESO IBEROAMERICANO DE ESTUDIOS TERRITORIALES Y AMBIENTALES (CIETA), 6., 2014, São Paulo, SP. Anais... São Paulo: USP, 2014. Artigos, p. 2886- 2902. USB flash drive.

PAZ, O. L. S.; NUCCI, J. C.; VALASKI, S. Mapeamento da Cobertura da Terra e da Qualidade Ambiental do Bairro Boa Vista (Curitiba/PR) por meio de imagens disponibilizadas pelo Google Earth e com o uso do software livre. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 17, 2015, João Pessoa. Anais... São José dos Campos: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, 2015. (não publicado).

VALASKI, S. Estrutura e dinâmica da paisagem: subsídios para a participação popular no desenvolvimento urbano do município de Curitiba-PR. 2013. 144 p. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal do Paraná. Curitiba. 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Geographia Opportuno Tempore
UEL - Londrina
EISSN: 2358-1972
E-mail: revista.opportuno.tempore@gmail.com