PROGRAMA DE GESTÃO AMBIENTAL DA UEL
Coleta Seletiva na UEL consiste na separação dos resíduos em recicláveis, orgânicos e rejeitos, nas lixeiras de cores verde, marrom e cinza respectivamente. Cada tipo de resíduo tem um procedimento de coleta específico:
  • Resíduos orgânicos: são acondicionados em sacos marrom;
  • Rejeitos: são acondicionados em sacos plásticos pretos;
  • Recicláveis: são acondicionados em sacos verdes.

 Os rejeitos são coletados por equipe e caminhão da UEL e encaminhados para aterro particular licenciado para resíduos classe II A. Já os materiais recicláveis são doados à Cooperativa de catadores de materiais recicláveis.

 

Para saber mais informações, clique nos links abaixo:

Classificação dos resíduos na UEL  

Cronograma de Coleta

 Procedimentos de coleta

 

 

 De acordo com a Resolução CONAMA nº 275/2001, os materiais recicláveis devem ser separados de acordo com a sua tipologia.  

 Cores
Material
Cores
Material
Azul
Marrom
Vermelho
Branco
Verde
Laranja
Produtos perigosos
Amarelo
Roxo
Resíduos radioativos
Preto
Madeira
Cinza
Não reciclável, não passível de separação

Fonte: SEMA 

Grande quantidade dos resíduos recicláveis gerados pela UEL consistem em papéis, plásticos, vidros e metais. O processo de segregação na fonte é importante para garantir a qualidade dos materiais, melhorando as condições de trabalho durante o processo de triagem e aumentando  o valor obtido pela venda dos mesmos, que é revertida em renda para os catadores. Os materiais devem estar limpos e secos. Os papéis não devem estar amassados e podem ser acondicionados em caixas ou sacos plásticos, sem grampos e clips, podendo ser cortados em tiras.

Já existem processos e tecnologias para o reaproveitamento de materiais como pilhas e baterias, embalagens de agrotóxicos, pneus, lâmpadas e óleos lubrificantes. Estes materiais emerecem atenção especial, pois oferecem riscos ao meio ambiente e à saúde, por este motivo,  devem ser destinados à empresas especializadas no tratamento dos mesmos. Os materiais passíveis de recuperação são encaminhados novamente ao ciclo produtivo, como insumo para a fabricação de outros produtos. Já aqueles considerados rejeitos, são encaminhados à aterros industriais, de forma a diminuir os impactos à saúde e ao meio ambiente.

 

 
 
 
 
 
 
 

 

© Universidade Estadual de Londrina
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10011 | CEP 86057-970 | Londrina - PR

e-mail: mjsartor@uel.br