Participação da Comunicação III Eneimagem

Com o objetivo de reunir pesquisadores da área de imagem, para discutir trabalhos que vem sendo desenvolvidos, o III Eneimagem (Encontro Nacional de Estudos da Imagem) – realizado entre 3 e 6 de maio de 2011 – contou com 600 participantes de várias regiões do país. Foram 340 apresentações de trabalhos, além de mesas redondas e conferências com pesquisadores, o que coloca o evento numa posição de “lócus privilegiado para a divulgação de produção científica e proporcionando intercâmbio entre as várias áreas de conhecimento”, como define o site próprio do evento (http://www.uel.br/eventos/eneimagem/2011). O III Eneimagem foi promovido pelo LEDI (Laboratório de Estudos dos Domínios da Imagem), em parceria com os Programas de Pós-Graduação em História Social (CCH) e Comunicação Visual (CECA), da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Somente o Programa de Pós-Graduação (Mestrado e Especialização) e o Departamento de Comunicação da UEL contribuíram com 40 artigos de diferentes temas dentro da pesquisa imagética. Além disso, seis coordenações de mesas de comunicação ficaram a cargo de pesquisadores ligados ao Mestrado – Prof. Dr. Paulo César Boni, Prof. Dr. Alberto Carlos Augusto Klein, Prof. Dr. Rozinaldo Antonio Miani, Profa. Dra. Florentina das Neves Souza, Profa. Dra. Simonetta Persichetti e a mestranda Fabiana Aline Alves.

Na manhã do dia 4 de maio, a mesa-redonda “Fotojornalismo e Memória: a importância da fotografia de imprensa para a recuperação e preservação da memória da sociedade”, organizada pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e mediada pelo Prof. Dr. Paulo César Boni, contou com a presença do fotojornalista e editor de fotografia do jornal Zero Hora de Porto Alegre, Ricardo Chaves (Kadão) e do fotojornalista e advogado Irmo Celso Vidor. Ambos trabalharam na revista Veja durante as décadas de 70 e 80.

Já no início da mesa, Kadão recordou o colega de profissão Sérgio Sade, responsável por criar a editoria de fotografia na revista Veja. “Estive em várias Vejas e, certamente, a Veja que teve o Sade como editor foi a melhor, porque ele organizou o despacho e o recebimento das fotos das sucursais, além de promover reuniões com todos os fotógrafos do país que trabalhavam para a revista”. Kadão divertiu os ouvintes com histórias “folclóricas” do fotojornalismo brasileiro – como a antiga rixa entre profissionais da Veja e da Isto é. O fotojornalista mostrou à plateia suas fotografias – muitas feitas durante os anos de chumbo da ditadura – e contou como era difícil trabalhar num tempo carente de recursos técnicos. “Para mandar um material do exterior ao Brasil, era preciso ir até o aeroporto e convencer um estranho a trazer o pacote com os negativos. Hoje isso é inimaginável.”

Aposentado do fotojornalismo, atualmente, Irmo Celso utiliza a fotografia como ferramenta para sua nova profissão: o Direito Ambiental. Durante a mesa redonda, ele recordou sua entrada no fotojornalismo em 1975, quando fotografou a geada ocorrida em Umuarama-PR, para o extinto jornal Panorama, de Londrina. Com passagens pelo O Estado do Paraná e pelo Diário do Estado (ambos de Curitiba), em 1978, aos 22 anos, Irmo Celso foi trabalhar na revista Veja. Lá, foi o fotógrafo que mais acompanhou a trajetória do então líder sindical Luiz Inácio da Silva, o Lula. Chegou a fotografá-lo, inclusive, jogando sinuca com o Ministro do Trabalho do governo Figueiredo, mas, por questões óbvias, a fotografia não chegou a sair na revista. 

Irmo levantou questionamentos sobre direitos autorais – os originais devem ficar com o fotógrafo ou com o veículo de comunicação? – e armazenamento de originais. Segundo ele, o digital é cinco vezes mais difícil de armazenar que o analógico e tem custos mais altos. “Temos que arrumar um jeito de preservar a fotografia, para preservar a memória. Não basta o texto, a fotografia é importante para a memória”, disse.

Na noite do dia 4 de maio, o Programa de Pós-Graduação em Comunicação Visual trouxe o Prof. Dr. Boris Kossoy (ECA-USP) para uma conferência sobre seu trabalho como pesquisador e fotógrafo. Na academia, atualmente, o professor vive um tempo de “desconstruir imagens”. Mas, antes disso, veio o Kossoy fotógrafo, pertencente à “geração de autodidatas”. Durante a conferência, os presentes puderam conferir parte do trabalho fotográfico, definido pelo autor como “realismo fantástico”.

Kossoy lembrou à plateia que “fotografia é memória” e que “toda imagem é construída”. “Toda fotografia é documental, mas resulta de um processo de criação e recriação (a edição)”, afirmou. Para ele, as imagens – que sempre foram colocadas no apêndice da obra – têm um papel tão informativo quanto as palavras e não devem ser apenas ilustração do texto.

Participação do Programa de Pós Graducação em Comunicação no III Eneimagem

Horário:
14h às 18h
DisciplinaSala
Segunda-feiraBases Semi­óti­cas da Visu­al­i­dade
Prof. Dr. Miguel Luiz Contani
627
Terça-feira
Teorias da Imagem
Prof. Dr. Alberto Klein
627
Quarta-feira
Cinema e Memória
Profa. Dra. Ana Paula Oliveira
627
Quinta-feira
Cinema e Linguagem
Prof. Dr. Sil­vio Ricardo Demétrio
627
Quinta-feiraImagem e Consumo
Prof. Dr. Rodolfo Rorato Londero
682
Sexta-feiraImagem na Mídia Impressa
Prof. Dr. Paulo César Boni
684

Participação de alunos egressos da UEL em outros Programas de Pós Graduação no III Eneimagem

Aline Furtado de Gasperi
Allan Ferreira da Silva
Amanda Karoline Batista
Ana Laís Gazola Ferracini
Ana Maria Correia Lima Simono
Ana Paula Berehulka Sardinha
André Aparecido Medeiros
Arthur Brum da Silva
Bruno Ricardo Dias Sposito
Bruno Vieira Leonel
Camila Leandro Bezerra
Camille Paiva Daher
Carolina Laço Martins
Clayton Denis Alino da Silva
Cleverson de Lima
Danieli Regina Miliossi Morais
Ellen Cristina Roman
Fábio Carlucci de Oliveira
Flavio Rogério Pataro
Giovanna Lais de Tavares Machado
Graziela Fabiana Rocha D Epiro
Guilherme De Martino Casado
Guilherme Popolin
Haylton Acácio Gaspar
Heliane Vieira Figueiredo
Jéfferson Luiz Balbino Lourenço
Jéssica Maria Pires Martins
Joao Carlos Moreira
Jorge Luiz Garbarino de Souza
José Antonio Vicentin
Josemary Galvão Costa
Juliana Almendra Blume
Juliana Nunes Polippo
Juliana Perez Soler Carnelós
Juliana Teixeira Raize
Juliana Zemuner Camargo
Julio Cezar Pereira Peres
Lais Taine de Oliveira
Larissa Kiefer de Sequeira
Laurine Marques Silva
Leandro Brito
Leonardo Henrique Fernandes Ribeiro
Lizandra Cortez Gomes Ferreira
Lorena Albuquerque G. Galdino
Maikon Nery Bernardino
Maitê Aparecida Mendonça
Maria Paula Beck
Marian Isabella Trigueiros
Mariana Cesar Coral
Marina Mendes Braga
Michele de Melo
Morena Panciarelli
Murilo Cruz Pajolla
Nádia Moccelin
Nathalia Maciel Corsi
Nelson Spinardi Carneiro Junior
Paloma Marcela Carvalho de Cas
Patrícia Cristina Ramos Santana
Paula Cristiana de Melo Viana
Pedro Henrique Cremonez Rosa
Peterson dos Santos Dias
Petúnia Isilda Netto Vasconcelos D
Priscilla Silva de Oliveira
Rafael Ceribelli Nechar
Rafaela Martins de Souza
Renata Cabrera Borges
Renato Pandur Maria
Robson Felipe Ramos
Rodrigo Augusto Udenal de Oliveir
Rômulo Azevedo Karan Barbosa
Rubens Cardia Neto
Saulo Atencio Pupo
Sergio Arley Cáceres Bautista
Talita Lima Chechin Camacho Arreb
Tiago Mathias da Silva
Tulio Frigeri Barczysczyn

Participação do Departamento de Comunicação no III Eneimagem

EtapaDataHorário
Período de Inscrições19/10 a 09/11/20158h às 12h / 14h às18h
Inscrições deferidas16/11/2015
Prova Escrita23/11/20158h30 às 12h30
Exame de proficiência inglês/francês24/11/20158h30 às 11h30
Resultado da primeira fase
e convocação para defesa oral do
projeto/ curriculum vitae
01/12/2015
Defesa oral do projeto /
curriculum vitae
A ser informadaAgendado
Edital com a lista de
aprovados – PROPPG
24/02/2016A ser informado
Período de Matrícula
dos aprovados
28 a 30/03/20168h às 12h /14h às 18h
Início das Aulas11/04/201614h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.