Defesa de Dissertação – “Sonho e Cura: A narrativa como patologia no cinema terapêutico de Jodorowsky”

A mestranda Ana Carolina Ribeiro defende no dia 08 de abril, sexta feira, a dissertação “Sonho e Cura: A narrativa como patologia no cinema terapêutico de Jodorowsky”. A banca será composta pelos professores Dr. Silvio Ricardo Demétrio (orientador), Dra. Dirce Lopes Vasconcellos (Departamento de Comunicação – UEL) e Dra. Marta Dantas da Silva (Departamento de Artes Visuais – UEL). A defesa será às 14h, na sala 641.

Resumo: No filme A dança da realidade, o cineasta chileno Alejandro Jodorowsky revisita a infância e por meio de uma atmosfera onírica reconstrói sua história sob a perspectiva de idealização de um cinema terapêutico.  Considerando as semelhanças estruturais entre o cinema e o sonho, condição observada por diversos teóricos, pretende-se constituir uma análise fílmica para investigar a forma como onírico é explorado na filmografia do cineasta. A produção teórica de Gilles Deleuze sobre o cinema clássico e cinema moderno servem como respaldo para esta pesquisa. Desta forma, o onírico será investigado em três esferas: na temática, por meio da proposta de um cinema terapêutico; no conteúdo das imagens por meio da característica de teatralidade; e nos efeitos da montagem, através da análise da construção dos processos mentais das personagens. Constata-se que o cinema de Jodorowsky, ao persistir em uma narrativa linear, situa-se na zona de fronteira entre as imagens-movimento e as imagens-tempo.

Palavras-chave: Alejandro Jodorowsky. A dança da realidade. Onírico.  Imagem-sonho. Cinema terapêutico.