Volume 14 - 2008
Literatura dramática moderna em perspectiva

Responsável pelo tema: Drª. Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Sumário
 
Todos os arquivos estão disponibilizados em formato PDF.

Você precisará do Adobe Reader para lê-los.



Artigo e autor
Páginas

A criação entre o nada e a perenidade

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Unicamp)

5-14

RESUMO: A partir de noção desenvolvida por Pirandello, a perenidade da forma artística, discute-se a realidade ficcionalizada em associação à metalinguagem teatral, ou metateatro. Este recurso textual e cênico, metateatro, no presente artigo é visto como oportunidade para dramaturgos discutirem a relação entre real e ficcional, pela inserção de espécie de ilusionismo no plano da sua ficção, a realidade de personagens em ação – o que constitui o texto teatral e, por conseguinte, a encenação.
PALAVRAS-CHAVE: ficcionalização, metateatro, Pirandello, Shakespeare.

ABSTRACT: From a concept developed by Pirandello, the permanence of art form, it is analyzed in this paper the fictionalized reality in association with theatrical metalanguage, or ‘metatheater’. That textual and scenic skill is seen as an opportunity for playwrights discuss the relationship between real and fictional, by placing a sort of illusionism on the plane of his fiction, the reality of characters in action – which is the theatrical text and therefore staging.
KEYWORDS:  Permanence, reality, Pirandello, Shakespeare.

Recebido em 30 de setembro de 2008; aprovado em 26 de novembro de 2008.

O alvorecer do drama moderno brasileiro

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEPB)

15-23

RESUMO: O artigo aborda a caracterização teórica e crítica de textos do gênero dramático, produzidos no Brasil na década de 1950, em suas relações com o teatro, diante da recepção da teoria de Peter Szondi pela crítica brasileira. Pretende-se discutir aspectos implicados no uso da terminologia “drama moderno” como chave de entendimento de processos artísticos, no bojo de suas especificidades na cena teatral brasileira.
PALAVRAS-CHAVE: drama moderno – dramaturgia brasileira – teatro épico.

ABSTRACT: The article tackles the theoretical and critical characterization of Brazilian dramatic texts produced during the decade of 1950, in its relation with the theatre, facing the reception of Peter Szondi’s theory by the Brazilian critics. We intend to discuss aspects related to the use of the term “modern drama” as an understanding key of artistic processes, under its particularities in the Brazilian theatre scene.
KEYWORDS:  modern drama, Brazilian dramaturgy, epic theatre.

Recebido em 30 de setembro de 2008; aprovado em 22 de dezembro de 2008.

Machado, espectador de Alencar: a cena interdiscursiva na segunda metade do século XIX

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (FAETEC)

24-35

RESUMO: Essas anotações se debruçam sobre a peça alencariana “O que é o casamento?”, de 1861, e prosa ficcional de Machado de Assis, em seu conto “Curiosidade”, de 1879. A “precipitação conteudística” que Peter Szondi nomeia é própria da síntese historicamente condicionada das contradições de um tempo. Discutimos a contribuição de Machado para este fim, com o refinamento de sua prosa ficcional, a antecipação de tendências claramente modernas relativas ao trânsito do sujeito-fetiche, a forte negociação com o público leitor/espectador e a superação concreta e interdiscursiva da dramaturgia sua contemporânea, na qual José de Alencar ocupava lugar de destaque.
PALAVRAS-CHAVE: Teatro no século XIX; José de Alencar; Machado de Assis; interdiscursividade.

ABSTRACT: These notes go over José de Alencar’s play “O que é o casamento?”, 1861, and the fictional prose by Machado de Assis, in his short story “Curiosity”, 1879. The “contents precipitation” Peter Szondi names stems from the historically-conditioned synthesis found at a certain time. We discuss Machado’s contribution to this end, with the refinement of his fictional prose, the anticipation of clearly modern trends related to the fetish-subject, the strong negotiation with readers/spectators, and the concrete and interdiscursive overcoming of his contemporaneous playwriting, in which Alencar stood out.
KEYWORDS: Nineteenth century theater; José de Alencar; Machado de Assis; interdiscursivity.

Recebido em 24 de setembro de 2008; aprovado em 22 de novembro de 2008.

O teatro brasileiro e a tentativa de modernização

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Unicamp)

36-54

RESUMO:  A modernização do teatro brasileiro não decorre unicamente da encenação de Vestido de Noiva (1943), de Nelson Rodrigues, mas foi o resultado de uma série de tentativas de renovar a cena nacional. Durante a década de 1930, autores diversos lançaram-se a várias experiências no campo dramatúrgico, embasados em correntes e filosofias que estavam em voga na cena européia. Este artigo pretende mostrar como alguns autores estavam conscientes de que o teatro brasileiro carecia de um texto moderno à altura do restante da literatura brasileira e tentaram escrevê-lo – e como eles fracassaram.
PALAVRAS-CHAVE: crise do drama; teatro brasileiro moderno; dramaturgia da década de 1930.

ABSTRACT: The Brazilian theater’s modernization didn’t originated exclusively from the performance of  Nelson Rodrigues’ Vestido de Noiva [Dress of a Bride] (1943), but was the result of several attempts to renewal the national scene. During the thirties, different writers experienced their pens in the dramaturgical field, based on European current ideas and philosophies. This paper’s purpose is to show how some of these writers were aware that the Brazilian theater needed a play that should be as modern and as good as the rest of the country’s literature; how they tried to write it; and how they failed.
Keywords: drama’s crises; modern Brazilian theater; thirties’ dramaturgy.

Recebido em 24 de setembro de 2008; aprovado em 22 de novembro de 2008.

Acordes adversos: a harmonia de "Eu sou a vida, eu não sou a morte"

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFES/FAPES)

47-55
RESUMO: Nossa proposta de leitura sobre a comédia: Eu sou a vida, eu não sou a morte, de Qorpo Santo concebe a harmonia de movimentos contrários e procura pela urdidura construída na densidade das vozes melódicas entrecruzadas no tempo e espaço. Buscamos, também, a configuração do que compreendemos como uma textura polifônico-harmônica na fusão de elementos aparentemente opostos a partir da ruptura que a peça provoca no modelo de leitura linear das vozes e do padrão rígido da partição do tempo.
PALAVRAS-CHAVE:  Drama Moderno; Qorpo Santo; Literatura e Filosofia; Teatro Brasileiro.
 
ABSTRACT: Our reading purposal upon a Qorpo Santo’s comedy: Eu sou a vida, eu não sou a morte, conceives harmony resulting from opposites moviments and searches for the warp built into melodycal voices’ density crossed over time and space. We also seek for the configuration of what we understand as a poliphonic-harmonic texture into the fusion of elements that seems opposite considering that this drama breaks a linear reading model of voices and cronologycal time pattern.  
KEYWORDS: Modern Drama; Qorpo Santo; Literature and Philosofy, Brazilian Drama.
 
Recebido em 25 de setembro de 2008; aprovado em 28 de outubro de 2008.

O beijo no asfalto: linguagem, personagens, gênero

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEL)

56-65
RESUMO: É comum ver atribuído a Nelson Rodrigues o título de pioneiro da moderna dramaturgia brasileira. Sua arte distinta é sustentada por uma linguagem nova. Em O beijo no asfalto essa linguagem evolui e alcança uma forma sintética, com semântica particular, que empresta aos diálogos das personagens uma constituição absoluta e precisa, revelando-se fundamental no sentido de reforçar a singularidade de sua escrita. Neste trabalho, além de se observar a questão acima, buscar-se-á aludir a questões semiológicas e examinar, a partir da personagem protagonista, a qual o autor denomina herói, o motivo que o faz designar sua obra como tragédia carioca.
PALAVRAS-CHAVE:  dramaturgia brasileira, Nelson Rodrigues, O beijo no asfalto.
 
ABSTRACT: The pioneer of Brazilian modern dramaturgy is commonly attributed to Nelson Rodrigues. His distinct art is supported by a new language. In O beijo no asfalto this language evolves and reaches a synthetic form, with particular semantics, that loans to the character’s dialogues an absolute and precise constitution, revealing itself fundamental on the sense of reinforce the singularity of his writing. This work, other than observe the question above, searches to allude semiologics questions and exam, starting from the main character, which the author nominates the hero, the motive that makes him designate his work as a Carioca Tragedy.
KEYWORDS: Brazilian dramaturgy, Nelson Rodrigues, O beijo no asfalto.
 
Recebido em 30 de setembro de 2008; aprovado em 11 de dezembro de 2008.

Movimentos de um drama estático: memória e subjetividade na constituição de um "dramático (sem sujeito)"

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Unicamp/CNPq)

66-76
RESUMO: O trabalho propõe uma análise do drama da memória e da subjetividade na constituição de um “dramático (sem sujeito)” num dos primeiros textos do gênero drama de Fernando Pessoa: Drama estático em um quadro: o marinheiro. O conceito de dramático é compreendido em sua força de deslocamento da própria subjetividade, que deveria ser pressuposta para a narração de si. Negando também a cronologia e a ação física do gênero para mover-se entre sonho e vigília, o Drama estático aciona um movimento imagético em um quadro, fazendo com que a vivência da imagem coloque em xeque as noções de passado factual, identidade imutável e memória voluntária.
PALAVRAS-CHAVE: memória, subjetividade, sonho, entrelugar.
 
ABSTRACT: This paper analyses memory and subjectivity’s drama in the constitution of a “dramatic (without subject)”, between dream and reality, in one of the first drama texts by Fernando Pessoa: Drama estático em um quadro: o marinheiro. This concept of drama is able to set aside subjectivity itself, which is presupposed to have central importance to the self narration. Denying chronology and physical action, the Static drama activates imagery, such as in a painting. Living the images of a dream threatens the idea of a factual past, of an unchangeable identity and of a voluntary memory.

KEYWORDS:  memory, subjectivity, dream, place-between.

Recebido em 23 de setembro de 2008; aprovado em 15 de dezembro de 2008.

Uma demanda desesperada: A Alma, de Ponce de Leão e Mário de Sá-Carneiro

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFF)

77-87
RESUMO: Este artigo investiga a demanda desesperada de autenticidade estética na peça de Ponce de Leão e Mário de Sá-Carneiro, A alma, enfatizando a perda dos valores tradicionais, a arte como substituta da vida real, o senso de decadência, e o fracasso do convencionalismo.
PALAVRAS-CHAVE: Mário de Sá-Carneiro; Ponce de Leão; decadência; drama modernista.
 
ABSTRACT: This article investigates the desperate quest of aesthetic authenticity in Ponce de Leão & Mário de Sá-Carneiro’s play, A alma (The Soul), emphasizing: the loss of traditional values; art as a substitute of real life; the sense of decadence; and the failure of conventionalism.
KEYWORDS: Mário de Sá-Carneiro; Ponce de Leão; decadence; modernist drama.
 
Recebido em 24 de setembro de 2008; aprovado em 30 de dezembro de 2008.

O contexto de enunciação e as condições sócio-políticas de encenação da peça Le Demi-monde, de Alexandre Dumas Filho

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFRJ)

88-96
Resumo: Este trabalho tem o objetivo de explorar as condições sócio-políticas que levaram o autor Alexandre Dumas filho a optar pelo Théâtre du Gymnase para estréia de sua peça Le Demi-Monde, em 1855. Utilizamos como fonte o prefácio presente na coletânea Teatro Completo, publicada em 1898, no qual o autor explica suas razões para escrever a peça, expondo sua reflexões sobre este teatro e os motivos da recusa do convite para a representação no Théatre-Français. O quadro teórico, por sua vez, compreende a especificidade do diálogo teatral e sua tripla situação de enunciação, conceitos encontrados em Pragmática para o discurso literário, de Dominique Maingueneau (1996).
PALAVRAS-CHAVE: Drama burguês, enunciação, campo literário.
 
ABSTRACT:  The purpose of this paper is to explore the social and political conditions that led the author Alexandre Dumas Jr. to choose the Théâtre du Gymnase to the release of his play Le Demi-Monde, in 1855. The source used was the prelude presented in the collection Complet Theater, published in 1898, in which the author explains his reasons to write the play focusing on this theater and to refuse representing in the Théatre-Français. The theoretical basis comprehends the specificity of the theatrical dialogue and its triple situation of enunciation, concepts founded in Dominique Maingueneau’s Pragmática para o discurso literário (1996).
KEYWORDS: Bourgeois drama, enunciation, literary field.