Volume 13 - 2008
“A mulher sob a ótica dos homens: de Machado até a contemporaneidade"
 
Responsável pelo tema: Dr. Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Sumário
 
Todos os arquivos estão disponibilizados em formato PDF.

Você precisará do Adobe Reader para lê-los.



Artigo e autor
Páginas

"A Senhora do Galvão" eliminou a mulher: a duplicidade feminina em um conto de Machado de Assis

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Unesp/Assis)

4-14

RESUMO: O conto “O espelho” (1882) apresenta o “esboço de uma nova teoria da alma humana”, em que se propõe a divisão da alma em exterior e interior. Rearticulando essa teoria no conto “A senhora do Galvão” (1884), o narrador machadiano explora a duplicidade da figura feminina, Maria Olímpia, que se apresenta dividida entre a sua função social e a sua individualidade humana. Assim como o alferes eliminou o homem, pretende-se analisar, por meio deste trabalho, o modo como a “senhora do Galvão” – papel social – vai subjugando o indivíduo a ponto de eliminar a mulher Maria Olímpia.
PALAVRAS-CHAVE: Machado de Assis; contos; personagens femininas.

ABSTRACT: The short-story “O espelho” (1882) presents the “sketch of a new theory of the human soul” that proposes a division between exterior and interior soul. Rearticulating this theory in the short-story “A senhora do Galvão” (1884), the Machado de Assis’ narrator explores the feminine duplicity of Maria Olímpia, divided between her social function and her human individuality. As well as the second lieutenant eliminated the man, this work intends to analyze the way the “senhora do Galvão” – social paper – subjugates the individual up to eliminate the woman Maria Olímpia.
KEYWORDS:  Machado de Assis; short-stories; feminine characters.

Helena e Iaiá Garcia: representações de práticas de leitura e configuraçãoes do leitorado oitocentista brasileiro no romance machadiano

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UESC)
 e Vânia Lúcia Menezes Torga (UESC)

15-25

RESUMO: Este artigo estuda as representações de atos de leitura presentes nos romances Helena e Iaiá Garcia, de Machado de Assis, interpretando-as como instrumentos capazes de configurar o leitorado brasileiro oitocentista. Para tanto, são analisadas comparativamente as cenas de leitura protagonizadas por D. Úrsula, Helena, Estela e Iaiá. São observados modos de ler “femininos”, que viabilizam a reflexão sobre o lugar da mulher nesse Brasil ainda patriarcal e já caminhando para o capitalismo. A argumentação se sustenta, fundamentando-se nas idéias de Wolfgang Iser, Marisa Lajolo, Regina Zilberman, entre outros.
PALAVRAS-CHAVE: Atos de leitura, Representação Literária, Romance machadiano, Leitor.

ABSTRACT: This article studies the representations of reading acts presented in the novels Helena e Iaiá Garcia, by Machado de Assis, by assuming that these representations are tools capable of configuring the 18th century Brazilian reader profile. In order to demonstrate this hypothesis, a comparative analysis is carried out - concerning the scenes that are performed by D. Úrsula, Helena, Estela and Iaiá. We have noted “feminine” modes of reading, which permits one to reflect on the role played by women in Brazil at a patriarchal society, going through capitalism. The whole argumentation is underpinned by theoretical developments of authors such as Wolfgang Iser, Marisa Lajolo, Regina Zilberman, among others.
KEYWORDS:  reading acts, literary representation, novel by Machado de Assis, reader.

Mulheres Póstumas de Brás Cubas: Virgília redescoberta

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFF)

26-37

RESUMO: A partir do quinto romance machadiano a personagem feminina realiza seus desejos íntimos e públicos. Com isso, surge a mulher que conjuga a ascensão social do casamento com os prazeres de um triângulo amoroso. Virgília revela que seu poder não é apenas uma função assumida, mas também uma ambição de liberdade e de luta contra as misérias da condição feminina no século XIX. Neste artigo mostraremos a relação rabugenta do narrador com as outras em sua biografia e a redescoberta da amada imortal que, além de estar presente na narrativa, tem a presença extrapolada na condição de leitora rediviva das Memórias póstumas de Brás Cubas.  
PALAVRAS-CHAVE: Memórias póstumas – Mulheres Machadianas – Virgília.

ABSTRACT: From the fifth romance written by Machado de Assis, the female character realizes her public and intimate desires.  And so, it comes the woman who joins the marriage social state with loving triangle pleasures. The character Virgília shows that her power is not only an assumed position but also an ambition meaning liberty and fight against the century nineteenth female miseries condition   In this article we will notice the narrator`s grumpy relation with other people in his biography and the loved immortal rediscovered that beyond she is present in the narrative herself, she has an overstepped presence as an alive reader from Memórias Póstumas de Brás Cubas.
KEYWORDS: Posthumous memories (From the romance Memórias Póstumas de Brás Cubas) – Machado`s Women  – Virgília (the character).

Sob a mira da autoria: embates entre gênero e sociedade

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFF)

38-48

RESUMO: Ao debater a invenção do feminino  no processo da modernidade, refletimos sobre a sua representação literária em conexão com a sociedade patriarcal, especialmente na narrativa oitocentista e na ficção portuguesa contemporânea. Identificamos e comparamos processos de  autoria masculina na concepção de algumas personagens,   como Emma Bovary, Luísa e Ludovina, Capitu, Helena Morley e Maria das Mercês.  Registramos ainda  estratégias discursivas na ficção  contemporânea de Teolinda Gersão  e Inês Pedrosa, para melhor observar se aí encontramos  heroínas muito diferentes daquelas produzidas pela autoria masculina.
PALAVRAS-CHAVE: modernidade; mulher; ficção.

ABSTRACT: In discussing the invention of the female in the process of modernity, we reflect on its literary representation in connection with the patriarchal society, especially in the nineteenth fiction and contemporary Portuguese narrative. We have identified  and compared processes of some heroines like Emma Bovary, Luisa and Ludovina, Capitu, Helena Morley and Maria das Mercês. We also  recorded in the discursive strategies of contemporary fiction of Teolinda Gersão and Ines Pedrosa, to better see if there we find characters very different from those produced by male authors.
KEYWORDS: modernity; women; fiction.

Entre filhos e panelas: a imagem da mulher na lírica bilaquiana

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UNESP/SJRP/CNPQ)

49-57
RESUMO: O presente estudo tem por objetivo analisar a ideologia patriarcal em Poesias infantis (1904) de Olavo Bilac, considerada uma das obras mais representativas da gênese da literatura infantil brasileira. Diante da leitura empreendida, constatamos que o modo como são construídas as imagens do homem e da mulher evidenciam a concepção patriarcal, uma vez que o poeta não apenas retrata, como também reforça a realidade social na qual predominava uma visão reducionista da mulher.
PALAVRAS-CHAVE:  imagem da mulher, poesia infantil, Olavo Bilac.
 
ABSTRACT: The research intends to analyse the patriarchal ideology in Olavo Bilac’s Poesias infantis (Poetry for children, 1904), considered one of the most representative work at the beginning of Brazilian literature for children. We verified that the way how the images of man and woman are built shows a patriarchal conception, seeing that the poet represent but also emphasizes the social reality, in which predominates a limited vision of woman.
KEYWORDS: woman’s image, poetry for children, Olavo Bilac.

Narrativa misógina em Angústia, de Graciliano Ramos

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEL)

58-68
RESUMO: O objetivo desse trabalho é analisar no romance Angústia (1936), escrito por Graciliano Ramos, como o narrador masculino, preso a um passado que o atormenta e a velhas concepções patriarcais, traça um retrato misógino das mulheres que o cercam, enxergando nelas meros objetos sexuais, notadamente quando ensaiam os primeiros passos para fora da esfera privada e passam a ocupar o espaço público, subvertendo o papel esperado de submissão à ordem masculina à qual estavam relegadas.
PALAVRAS-CHAVE:  Graciliano Ramos, figuras femininas, narrador masculino, misoginia.
 
ABSTRACT:The objective of this work is to analyze in novel Angústia, written by Graciliano Ramos, how the male narrator, prisioner of a tormented past and old patriarchal conceptions, traces a misogyne picture of women that surrounded him, seeing them like only sexual objects, mainly when these women attempt the first steps towards the private sphere and start to occupy the public space, a subversion to the awaited role of submission to male order which they were relegated.
KEYWORDS:  Graciliano Ramos, female figures, male narrator, misogyny.

Rubem Braga e as estrelas da mídia

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEL)

69-77
RESUMO: A televisão e a música popular tornam-se, a partir da segunda metade do século XX, referências importantes na vida cultural brasileira. Assim, cabe investigar como a literatura deste período incorpora as linguagens das referidas manifestações culturais. Em crônicas de Rubem Braga, é intenso o trânsito entre o ambiente midiático e um tom mais lírico e poético. São produtos desta negociação duas crônicas que se concentram em figuras femininas destacadas nos meios televisivo e musical: Dina Sfat e Rita Lee. Este trabalho se dispõe a examinar como a perspectiva do cronista diante da mídia ajuda a construir uma imagem de mulher na literatura brasileira contemporânea.
PALAVRAS-CHAVE: Rubem Braga – crônica – mídia – mulher.
 
ABSTRACT: Television and pop music become, since the second half of the twentieth century, important matters in Brazilian cultural life. So it is useful to investigate how the literature of this time incorporates the languages of these cultural features. In Rubem Braga’s chronicles, the swinging movement between the media and a lyrical and poetic tone is intense. As results from this negotiation, rise out two chronicles focused on female figures with highlights in TV and pop music: Dina Sfat and Rita Lee. This essay aims to examine how the chronicler’s perspective in face of media helps to build an image of woman in contemporary Brazilian literature.
KEYWORDS: Rubem Braga – chronicle – media – woman.

Night at the Circus: subverting male representations of women

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UERJ)

78-85
Resumo: Nights at the Circus, de Angela Carter, apropria e reescreve representações tradicionais – portanto, masculinas – de sujeitos femininos, os quais se tornaram modelos de comportamento para as mulheres ao longo da história. Explorarei a desconstrução que Carter faz dessas representações, através do uso de intertextualidade e paródia, dando voz a mulheres silenciadas por centenas de anos. Focarei naquelas reescrituras que mais contribuem para a subversão de certa representação tradicional, patriarcal e masculina das mulheres: a revisão do personagem mítico de Helena de Tróia, de contos de fadas populares e, finalmente, da personagem Mignon, de Goethe.
PALAVRAS-CHAVE: subversão, representações masculinas das mulheres, intertextualidade, paródia.
 
ABSTRACT: Angela Carter’s Nights at the Circus appropriates and rewrites certain traditional views – thus male views – of the female subject which have become models of behaviour for women throughout history. I will explore Carter’s deconstruction of these representations through the use of intertextuality and parody, giving voice to women who had been silenced for hundreds of years. I will focus on those of Carter’s rewritings who contribute the most to the subversion of a certain traditional patriarchal male representation of women, namely the revision of the mythical character Helen of Troy, of popular fairy tales and, finally, of Goethe’s character, Mignon.
KEYWORDS: subversion, male representations of women, intertextuality, parody.