Volume 12 - 2008
A representação literária do urbano 
 
Responsável pelo tema: Dra. Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email

Sumário
 
Todos os arquivos estão disponibilizados em formato PDF.

Você precisará do Adobe Reader para lê-los.



Artigo e autor
Páginas

A  cidade deteriorada: distopia literária e ecologia na ficção de Ignácio de Loyola Brandão

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEPG)

5-15

RESUMO: O objetivo deste texto é problematizar a construção do espaço urbano, contrapondo-o à realidade aparente do fim do século 20, na narrativa Não verás país nenhum (1981), de Ignácio de Loyola Brandão. Adota-se a perspectiva interpretativa da distopia literária, a partir de Levitas (1990) e Cavalcanti (2006), e da ecocrítica, baseada em Guatarri (1989) e Garrard (2006). Parte-se do pressuposto de que o espaço urbano literário, por apresentar uma cidade bastante negativa do ponto de vista social – considerando-se a realidade aparente –, configura-se uma distopia, apontando para uma cidade que exige de seus moradores cuidados maiores com o habitat ou com a ecologia.
PALAVRAS-CHAVE: Literatura; Cidade; Distopia; Ecocrítica.

ABSTRACT: The objective of the essay is to discuss the building of the urban space by comparing it to apparent reality of the end of twentieth century, in the novel Não verás país nenhum (1981), by Ignácio de Loyola Brandão. The theoretical perspective adopted is the literary dystopia by Levitas (1990) and Cavalcanti (2006), and of the ecocriticism, developed by Garrard (2006) and Guatarri (1989). I believe that the literary urban space presenting a sociably negative city may be considered a dystopia, for forcingces her citizens to show a higher awareness witt the habitat and the ecology.
KEYWORDS: Literature; City; Dystopia; Ecocriticism.

A lógica do dinheiro e a cidade moderna em Os ratos

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UPF)
 e Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (IMED/URI)

16-23

RESUMO: Examina-se o romance Os ratos, de Dyonélio Machado, tendo em vista a crítica da modernidade empreendida por Georg Simmel, no contexto de uma economia monetária desenvolvida, socializante e agregadora das ações cotidianas. Do mesmo modo que a cidade é o centro da circulação do dinheiro, ela é lugar propício para a atitude blasé, a indiferença diante de tudo e todos, que resulta em uma desvalorização de tudo e todos, e, por fim, no sentimento de depreciação da própria individualidade. Assim, viver na cidade grande supõe a adoção de estratégias de sobrevivência.
PALAVRAS-CHAVE: ficção de Dyonélio Machado; atitude blasé; cidade moderna.

ABSTRACT: The novel Os ratos, by Dyonélio Machado, is analyzed according to Georg Simmel’s criticism of modern culture, in the context of a developed socialized monetary economy, as a gathering of daily actions. As much as cities are the monetary circulating center, they are also the proper scenario for a blasé attitude, the indifference towards everything and everyone, which causes the devaluation of everything and everyone, and at the end causes the depreciation of one’s own individuality. Therefore, living in the big cities implies in using surviving strategies.
KEYWORDS:  Dyonélio Machado fiction work; blasé attitude; modern cities.

Buenos Aires como espaço literário em Borges: “La muerte e la brújula”

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFSC)

24-33

RESUMO: Buenos Aires sempre foi tema recorrente na literatura de Jorge Luis Borges. De tal forma, que o prestígio obtido por sua obra no mundo inteiro conferiu a sua cidade o caráter legendário das grandes cidades, cantadas e imortalizadas por artistas que nela viveram. O presente trabalho pretende, de um lado, mostrar a Buenos Aires recriada por Borges em seus textos; de outro lado, propõe-se revelar a influência dessa cidade na produção literária de Borges, com enfoque especial na narrativa ficcional “La muerte y la brújula”, umas das mais consagradas do gênero policial. Nela, a cidade é apresentada não apenas como cenário, mas como personagem mesmo da história.  
PALAVRAS-CHAVE: Borges, Buenos Aires, espaço literário.

ABSTRACT: Buenos Aires was always a recurring theme in Jorge Luis Borges’s production. In as much as the prestige acquired by his work in the whole world provided his city with the legendary character of the big cities sung and immortalized by the artists who lived in them. On one hand, this paper intends to show the Buenos Aires recreated by Borges in his texts, and on the other to reveal the influence of the aforementioned city in Borges’s literary production focusing the short story “Death and the Compass”, one of the masterpieces of the detective fiction, in which the city is presented not only by its setting but also as one of its characters.
KEYWORDS: Borges, Buenos Aires, literary space.

Experiência urbana, memória e escrita no conto “A arte de andar nas ruas do rio de janeiro”

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEG)

34-44

RESUMO: O artigo analisa a representação da experiência urbana, por meio da relação entre memória e escrita, no conto “A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro”, de Rubem Fonseca. Procura destacar a configuração do personagem-protagonista e a tensão por ele vivida mediante a percepção da cidade do presente e a do passado, bem como os elementos narrativos dessa formalização no conto.
PALAVRAS-CHAVE: Experiência urbana, memória, escrita, Rubem Fonseca.

ABSTRACT: The paper analyses the representation of urban experience through the relationship between memory and writing, in Rubem Fonseca’s short story, “A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro”. It seeks to highlight not only the character-writer configuration and the tension he lives through the perception of the present and the past city, but also the narrative elements of this formalization in the short story.
KEYWORDS: Urban experience, memory, writing, Rubem Fonseca.

Ler a cidade, ler o texto: o submundo tornado palavra na narrativa de Fonseca

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Unesp/Araraquara)

45-54
RESUMO: Este artigo propõe analisar como o escritor Rubem Fonseca representa o urbano em seu conto “A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro”. Por meio da metatextualidade, o autor aproxima a figura da cidade à do texto literário, criando uma narrativa que é repleta de simbologias, que reflete sobre a arte de escrever e que transforma o espaço citadino no cenário propício para discussões referentes à modernidade e à literatura atual.
PALAVRAS-CHAVE: Rubem Fonseca.; cidade; metatextualidade; modernidade.
 
ABSTRACT: This article aims to analyze how the writer Rubem Fonseca represents the urban in his short-story “A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro”. Through metatextuality the author gets the city figure closer to the literary text, creating a narrative filled up with symbols, pondering about the art of writing and transforming the city into a propitious scenery for discussions about modernity and current literature.
KEYWORDS: Rubem Fonseca; city; metatextuality; modernity.

Homem da multidão e o flâneur no conto “O homem da multidão” de Edgar Allan Poe

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UNESP/SJRP)

55-65
RESUMO: Este artigo analisa, através da leitura de Walter Benjamin, a diferença entre o flanêur e o homem da multidão, no conto “O Homem da Multidão”, de Edgar Allan Poe, bem como a constituição do flanêur como observador privilegiado da vida moderna e a flanêurie como meio de apreensão e representação desse novo espaço.
PALAVRAS-CHAVE:  Modernidade. Estética urbana. Flanêur. Espaço.
 
ABSTRACT: This paper analyses, through the reading of Walter Benjamin, the differences between the flanêur and the man of the crowd in Edgar Allan Poe’s short story “The man of the Crowd”, as well as the constitution of the flanêur as a privileged observer of that society and flanêurie as a means of apprehension and representation of that new space.
KEYWORDS:  Modernity. Urban aesthetics. Flanêur. Space.

Literatura e a cidade: a São Paulo de Luiz Ruffato

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Univ. Estácio de Sá)

66-78
RESUMO: O artigo é uma abordagem do romance Eles eram muitos cavalos, de Luiz Ruffato, cuja cidade de São Paulo é espaço e ao mesmo tempo personagem da narrativa, que trata, por meio de um olhar agudo daquele que narra, de um dia na cidade de São Paulo. Partindo dessa idéia, o autor monta um mosaico de vozes silenciosas, em que o único elo possível é o fio constituído pela vida na cidade global, a São Paulo do século XXI, que Ruffato atualiza em linguagem literária, valendo-se de outras linguagens, para chegar à melhor solução estética do texto: “fotogramas” montados de tal modo que dão a impressão de que nada escapou do olhar daquele que enquadra o foco; nenhum lugar dessa geografia humana, bizarra e complexa, fica de fora.
PALAVRAS-CHAVE: cidade contemporânea, linguagem, subjetividade.
 
ABSTRACT: This paper discusses Luiz Ruffato’S novel, Eles eram muitos cavalos, in which the city of São Paulo is both a space and a narrative character. The writer presents a moisaic of silent voices while describing a day in the city of São Paulo through the sharp view of the narrator. The only possible link is the line formed by the life in this global city: the 21st century São Paulo. Ruffato resorts to literary language to recreate the city, but he also makes use of other languages  to achieve the best aesthetic solution of the text: “photograms”. They are built in a careful way so that nothing is left out of the focusing eye; no place of this complex and bizarre human geography is forgotten.
KEYWORDS: contemporary city, linguage, subjective.

Obscuridade e Fragmentação: um caminho para Budapeste

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFRGS)

79-88
Resumo: Este ensaio tem como objeto de estudo o romance Budapeste, de Chico Buarque. Serão discutidos alguns aspectos específicos da cidade moderna, como a fragmentação discursiva, e a obscuridade como espaço de constituição dos sujeitos modernos.
PALAVRAS-CHAVE: Cidades, modernidade, fragmentação, obscuridade.
 
ABSTRACT: This essay analyses Chico Buarque’s Budapeste, by discussing some specifics topics of the modern city, such as the discoursive fragmentation and the obscurity as space of constitution of the modern subject.
KEYWORDS: City, modernity, fragmentation, obscurity.

Sousândrade-Guesa e a cidade-inferno

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFSC)

89-99
RESUMO: A proposta desse ensaio é, a partir de uma leitura de “O Inferno de Wall Street”, de Joaquim de Sousândrade, pensar Nova Iorque, a metrópole mãe concentradora do poder capitalista, como uma cidade-inferno, onde Sousândrade-Guesa - esse símbolo do excluído de ontem e de hoje, dos deslocados, dos miseráveis, dos desvalidos, dos vencidos - é morto pelos ursos-especuladores da bolsa. Ele é um homo sacer, uma vida matável mas não sacrificável, aquele que, nas palavras de Jacques Rancière, “viu a visão excessivamente forte, insustentável, e que, a partir de então, nunca mais se conciliará com o mundo da representação”.
PALAVRAS-CHAVE: poesia, Sousândrade, cidade, capitalismo.
 
ABSTRACT: The proposal of this essay is to reflect, through a reading of “O Inferno de Wall Street”, from Joaquim de Sousândrade, New York, the main metropolis of the capitalism power, as a hell-city, where Sousândrade-Guesa - a symbol of the excluded from yesterday and today, of the miserable, the dislocated, the wretch, the loser - is killed by the bears of the Stock Exchange. He is a bare life, a life that may be killed but not sacrificed, a homo sacer, someone that, as Jacques Rancière said, saw an unsustainable view, and, after that, will never be reconciled with the representation world again.
KEYWORDS: poetry, Sousândrade, city, capitalism.

Sujeito, cidade e experiência urbana em Caio Fernando Abreu

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email   (UNESP/SJRP)

100-112
RESUMO: O presente trabalho tem por objetivo investigar a experiência urbana por meio da relação entre sujeito e cidade, em Caio Fernando Abreu. Para tanto, investigaremos a articulação de espaços, personagens e conflitos nos contos “Creme de alface” (2002), “Além do ponto” (1982) e “Zoológico blues” (1977). Propõe-se que a leitura que Abreu faz da cidade moderna não se restringe ao espaço. Ela contempla a investigação e a tentativa de compreensão dos conflitos do sujeito urbano, nesse e com esse espaço.
PALAVRAS-CHAVE: cidade, experiência urbana, literatura brasileira, Caio Fernando Abreu.
 
ABSTRACT: This work aims to study the urban experience through the relationship between individual and city, in Caio Fernando Abreu’s short stories. I will investigate the articulation between spaces, characters and conflicts in the short-stories “Creme de Alface” (1996), “Além do Ponto” (1982) and “Zoológico Blues” (1977). The reading of the modern city by Abreu is not only concerned with the space, but it also involves the investigation and the comprehension of the urban individual conflicts, in this space and with this space.
KEYWORDS: city, urban experience, Brazilian literature, Caio Fernando Abreu.

A identidade trágica do jaguaretê

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEL)

113-122
RESUMO: O presente artigo pretende apresentar uma pequena análise do conto “Meu tio o iauaretê” (Guimarães Rosa), mostrando algumas marcas da tragédia grega na sua construção, sobretudo no que tange à representação do outro, tal como ocorre com o Dionísio, o estrangeiro lídio de As bacantes (Eurípedes). No papel desse outro, o personagem central vive uma crise de identidade: como branco, acaba incorrendo contra os valores da religião judaico-cristã; como índio, endossa alguns valores do mundo branco e, como animal, entra em confronto com a sua natureza humana.
PALAVRAS-CHAVE: Guimarães Rosa, trágico, alteridade.
 
ABSTRACT: This article intends to present a little analysis of Guimarães Rosa’s short story “Meu tio o iauaretê”, showing some traces of Greek tragedy in its composition, mainly when referring to a representation of other, as it occurs to Dionysus, the Lydian foreigner from Euripides’ The Bacchae. Perfoming this other, the main character lives an identity crisis: as a white man, he just incurs against the Judaic-Christian religion; as an indian,  he corroborates some white man values; and as an animal, he confronts his human nature.
KEYWORDS: Guimarães Rosa, tragic, alterity.

Anotações sobre algumas imagens do século XIX

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (Univ. do Sul de Santa Catarina)

123-131
RESUMO: O objetivo deste ensaio é pensar a construção de imagens da nação através da fotografia do século XIX realizada por estrangeiros e cruzá-las com algumas teorias da fotografia e com a pintura.
PALAVRAS-CHAVE:  Teorias da imagem, fotografia.
 
ABSTRACT: In this essay I try to think the construction of the images of the nation through photographs taken in the 19th century by foreigners and to analyze them accordingly to theories of photography and with paintings.
KEYWORDS:  theories of image, photography.

A obscena senhora D: uma narrativa de deslocamento

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFRJ)

132-143
RESUMO: O presente trabalho investiga os processos constitutivos do romance A obscena senhora D como formadores de uma narrativa experimental cuja valorização crítica tensiona o cânone literário. O estudo tenta apreender o radical e violento trabalho de linguagem como um exercício no qual estão contidas similaridades com conceitos de Freud e Heidegger.
PALAVRAS-CHAVE: Hilda Hilst; cânone; desamparo; deslocamento.
 
ABSTRACT: The work present investigates the constitutives processes of the novel A obscena senhora D as builders of the experimental narrative whose critical valorization tenses the literary canon. The study probes to apprehend the work of radical and violent language as an exercice which presents similarities with Freud and Heidegger’s concepts.
KEYWORDS: Hilda Hilst; canon; abandonment; dislocation.

A poesia de Sosígenes Costa: o trajeto de uma obra esquecida

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UFF)

144-157
RESUMO: A poesia de Sosígenes Costa apresenta uma mistura de traços estilísticos parnasianos, simbolistas e barrocos de seus originais “Sonetos Pavônicos”, apesar de o poeta aproximar-se do Modernismo, principalmente por demonstrar uma consonância com alguns recursos intertextuais privilegiados pelos escritores modernistas, como a paródia. O aspecto tangencial da poesia de Sosígenes Costa, somado à demora do próprio poeta em publicar a Obra Poética, dificultou a inserção do escritor no panorama literário nacional. Por essa razão, constata-se que a obra de Sosígenes Costa, depois de mais de um século do nascimento do poeta, ainda espera por maior visibilidade.
PALAVRAS-CHAVE: poesia, estilo, paródia, visibilidade.
 
ABSTRACT: The poetry of Sosígenes Costa shows a mixture of traces from the Parnasian, Symbolism, and Baroque styles, as in his original “Sonetos Pavônicos,” even though the poet approaches a Modern style, mainly through demonstrating similarity with some of the intertextual resources preffered by modernist writers, such as parody. The tangential nature of the poetry of Sosígenes Costa, in addition to his own delay in publishing the Obra Poética, contributed to the difficulty of his inclusion in the national literary panorama. For that reason, the work of Sosígenes Costa, after more than a century since the poet’s birth, still awaits greater visibility.
KEYWORDS: poetry, style, parody, visibility.

Olhar enviesado: a crítica e o falso romance da seca

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEL)

158-170
RESUMO: Em uma perspectiva de revisão canônica, este artigo propõe perceber A bagaceira como romance oriundo da intenção modernista de redescobrir o Brasil. Opondo-se à consideração do romance como produção pertencente ao ciclo nordestino da seca, a autora reflete sobre a estrutura e os símbolos da narrativa almeidiana, o tempo histórico/literário no qual a construção está inserida, os processos comparativos que a obra tem sofrido, chegando a trazer à baila as relações do romance com concepções espaciais que permeiam, há muito, a literatura brasileira, em sua representação do país.
PALAVRAS-CHAVE: representação nacional; modernismo e A bagaceira.
 
ABSTRACT: This article intends to view A Bagaceira as a novel arising from the modernism’s intention to rediscover Brazil based on a perspective of canon review. Opposing the consideration of this novel as a production of the nordestino circle of the drought, the author reflects on the almeidiana narrative symbols structure and the, the historical/literary age in which the novel becomes a part, the comparative processes through which the novel has passed, it also reminds us the relationship of the novel with those conceptions that has surrounded Brazilian Literature for such a long time in regards to its representation of Brazil.
KEYWORDS: national representation; modernism and  A Bagaceira.